Pivô dos Knicks é suspenso por 20 jogos após violar política antidoping da NBA

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/03/2017 17h54

Joakin Noah já não atuava desde fevereiro por conta de uma lesão

Joakin Noah já não atuava desde fevereiro por conta de uma lesão

A fase do New York Knicks realmente não está fácil. Com uma campanha bem abaixo do esperado, a tradicional equipe praticamente já não tem mais chances de se classificar aos playoffs da NBA. Como se não bastasse isso, o pivô Joakim Noah receberá uma suspensão de 20 partidas por ter violado a política antidoping da liga de basquete dos Estados Unidos.

“Joakim Noah, do New York Knicks, foi suspenso por 20 jogos por violar os termos da NBA no Programa Antidrogas por testar positivo para andrógino seletivo Receptor Modulador LGD-4033”, disse a NBA em comunicado.

Contratado no início da temporada para ser o “dono” do garrafão da equipe, Noah, de 32 anos, assinou um contrato de US$ 72 milhões por quatro temporadas. Apesar de toda a expectativa, ele não correspondeu e, após sofrer várias lesões, conseguiu médias de apenas 5 pontos e 8,8 rebotes por jogo. Ele não atua desde o dia 4 de fevereiro, quando passou por uma operação de artroscopia no joelho esquerdo.

De acordo com a NBA, Noah começará a cumprir sua suspensão “no primeiro jogo da temporada regular ou playoff para o qual esteja disponível e fisicamente capaz de jogar”. Por estar se recuperando de cirurgia, o francês já perderia os últimos dez jogos do Knicks na temporada regular, sendo que hoje o time alimenta chances remotas de classificação aos playoffs.