Plataforma de largada da maratona aquática afunda no Forte de Copacabana

  • Por EFE
  • 13/08/2016 15h19

Queda da plataforma causou o cancelamento dos treinos da maratona aquática

Queda da plataforma causou o cancelamento dos treinos da maratona aquática

A estrutura da plataforma de largada das provas da maratona aquática dos Jogos Olímpicos afundou devido ao mau tempo na manhã deste sábado, no Forte de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

O incidente, segundo a organização, causado pelo mau tempo, acontece dois dias antes da disputa feminina dos 10 quilômetros, que contará com participação de Ana Marcela Cunha e Poliana Okimoto.

Kiko Hervás, chefe da equipe espanhol da disputa, presenciou o incidente e contou à Agência Efe, que ainda há expectativa se haverá alguma mudança na programação para a competição, inclusive com alteração do local da largada.

Funcionários estão trabalhando para recuperar a estrutura, sob os olhares de banhistas que estão na Praia de Copacabana neste sábado, conforme verificou a Efe.

A organização e a Federação Internacional de Esportes Aquáticos (Fina) divulgaram comunicado conjunto, anunciando o adiamento do encontro entre os líderes de equipes, para amanhã.