Podolski se diz descontente com reserva no Arsenal: “não sou um palhaço”

  • Por Jovem Pan
  • 24/11/2014 19h43

O atacante Podolski não está nada satisfeito com sua situação atual no Arsenal

Lukas Podolski

A situação de Lukas Podolski no Arsenal não anda muito agradável. O atacante alemão não vem recebendo chances por parte do técnico Arsène Wenger e, assim, ele não esconde seu descontentamento.

O jogador atuou apenas em oito partidas nesta temporada, sendo apenas uma como titular, e, na derrota dos Gunners para o Manchester United, por 2 a 1, no último sábado (22), ele foi novamente preterido pelo treinador.

“Adoro Londres, gosto do clube, mas não gosto desta situação. Não sou um palhaço. Devo dizer que está tudo bem e que estou esperando o meu contrato acabar? Claro que não, a situação tem que mudar. Sou futebolista e quero jogar”, disse o atacante, em entrevista à revista alemã Kicker. “É claro que não estou satisfeito com a minha posição no momento, preciso desfrutar do futebol. Tenho de tentar falar com Wenger. Quero uma oportunidade. Apenas me deixe jogar. E quando tiver jogado dez vezes e não tiver convencido, irei alegremente para o fim da fila de novo”, completou.

No último domingo, dia seguinte ao revés do Arsenal no Emirates Stadium, Lukas Podolski publicou uma foto na qual aparece curtindo o dia de folga com um guarda-chuva do time londrino e, na postagem, ele utiliza a hashtag #BreakFromTheBench, algo como “rompendo com o banco”, uma ironia ao fato de ele estar ficando quase sempre entre os reservas.

Vale lembrar que Lukas Podolski esteve no grupo da seleção alemã que foi campeã da Copa do Mundo de 2014.

Caso Podolski não ganhe novas oportunidades no Arsenal, o atacante alemão pode desejar sair do clube na próxima janela de transferências, em janeiro.

O Arsenal ocupa somente a oitava colocação do Campeonato Inglês, com apenas 17 pontos conquistados em 12 partidas (campanha de quatro vitórias, cinco empates e três derrotas). A equipe comandada por Arsène Wenger está 15 pontos atrás do líder Chelsea, que soma dez vitórias e dois empates na competição.