Por problemas no contrato, ajudantes de Capello se ausentam da seleção russa

  • Por Agência EFE
  • 11/11/2014 13h18

Capello renova com a Rússia e evita culpar jogadores por fracasso no Brasil

EFE Capello renova com a seleção da Rússia para 2018

Integrantes da comissão técnica de Fábio Capello na seleção russa, os também italianos Cristian Panucci e Massimo Neri não compareceram à concentração da equipe na Áustria nesta terça-feira devido a desacordos nos contratos dos dois.

“Panucci e Neri não vieram devido a disparidades contratuais. As funções de preparador físico serão exercidas por Aleksandr Goncharov”, informou um porta-voz da seleção russa às agências de notícias locais.

Panucci, que é olheiro, e Neri, preparador físico, fazem parte da comissão técnica desde que Capello assumiu a Rússia, em julho de 2012. O diretor-geral da União de Futebol da Rússia (UFR), Aleksandr Alaev, revelou que os contratos com ambos expiraram em julho, após a Copa do Mundo.

“Depois do Mundial, foram-lhes oferecidos novos contratos. Eles estão ausentes da concentração devido a que as novas condições não foram estipuladas”, disse o dirigente, que negou que os dois estejam ausentes por atraso nos salários.

“Atualmente, não existe uma relação laboral, portanto não se pode falar de pagamentos ou falta de pagamentos de um salário. Nas concentrações de setembro e outubro, eles estiveram presentes de forma interina”, explicou.

Neri é um estreito colaborador de Capello há anos, e Panucci foi comandado pelo treinador no Milan e no Real Madrid, equipe das quais foi titular absoluto da lateral direita.

Alaev ainda admitiu que a UFR tem dívidas, mas garantiu que elas se restringem ao próprio Capello e ao diretor esportivo da seleção, Oreste Cinquini. Segundo a imprensa russa, o técnico italiano não recebe há mais de quatro meses, o que faz aumentar os rumores sobre sua saída.