Possível venda de parte do Milan gera expectativa na Itália

  • Por Agencia EFE
  • 02/05/2015 12h12
Berlusconi confirma que vai renunciar depois que Parlamento aprovar reformas

O magnata e ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, se reuniu neste sábado com um investidor tailandês com o qual negocia a possível venda de uma parte do A.C. Milan, apesar de ambos apontarem que ainda não chegaram a um acordo definitivo.

O encontro entre Berlusconi e o homem de negócios Bee Taechaubol aconteceu em Milão (norte da Itália) com o objetivo de “definir cada aspecto” do possível acordo.

“Essa reunião foi realizada para definir cada aspecto, sobretudo para o futuro do Milan. Minha maior preocupação é dar aos torcedores a garantia de que a nova situação possa situar o Milan à altura de seu glorioso passado”, disse o italiano aos meios de comunicação.

“Com o senhor Bee estreitei amizade e pensamos que poderemos fazer coisas boas continuando com nossa relação”.

Sobre quem possuirá a parcela de maioria, Berlusconi disse que “ainda está tudo em discussão”, mas que “é possível” que ele mantenha 51% do clube, do qual seguirá sendo presidente já que trata-se de “um negócio de coração”.

“Está tudo em fase de discussão. É possível que possa manter 51% do clube. Achei o senhor Bee uma pessoa absolutamente séria que respeitou todos os procedimentos técnicos vinculados à redação dos acordos e do contrato”, disse.