Presidente do STJD promete rever punição ao Grêmio: “vamos analisar com carinho”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 17/11/2016 14h00

Arena do Grêmio será palco da decisão da Copa do Brasil

Arena do Grêmio será palco da decisão da Copa do Brasil

Punido pela 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a perda de um mando de campo por conta da “invasão” de Carol Portaluppi ao gramado no duelo contra o Cruzeiro, o Grêmio agora busca reverter a decisão e atuar em sua arena, na segunda final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG. O confronto está marcado para o dia 30 de novembro (quarta-feira).

Com o departamento jurídico do clube gaúcho recorrendo ao Pleno do STJD, o presidente da entidade, Ronaldo Piacente, falou sobre o caso em entrevista à Rádio Estadão. “Nós vamos analisar com muito carinho se houve realmente essa gravidade capaz de gerar perda de mando de campo. Infelizmente algumas decisões desgastam e poderiam ser evitadas, por isso existe segunda instância, mas eu não tenho como dizer ao procurador para não denunciar”, explicou. 

A denúncia tem como base o artigo 213, que conta com a aplicação de uma multa entre R$ 100 e 100 mil, de acordo com a gravidade do caso, podendo até mesmo chegar a perda de mando. “A informação que eu tive da procuradoria é que foi pedido uma multa e não a perda”, revelou.

A punição gerou revolta na equipe e em sua torcida, que está preocupada com a possibilidade de não poder ver o time atuar dentro de casa por conta do desenrolar do processo. Piacente, entretanto, garantiu rapidez para que ocorra uma definição.

“O que temos que discutir no Pleno é a gravidade. Até que ponto esse ato praticado foi grave, qual o alcance dessa gravidade. Caso não seja grave, se aplica a multa e não a perda de mando. O processo terá uma decisão antes do jogo final. Torcida do Grêmio e Grêmio podem ficar tranquilos, porque tenho esse compromisso com todos os envolvidos de analisar rapidamente.”

A primeira final da Copa do Brasil entre Atlético-MG e Grêmio acontece na próxima quarta-feira, às 21h45, em Belo Horizonte.