Primeiro jogador da NBA a se declarar gay assina com os Nets por 10 dias

  • Por EFE
  • 23/02/2014 22h23
Primeiro gay assumido da NBA assina com Nets

O veterano pivô Jason Collins, de 35 anos, primeiro jogador da NBA a se declarar abertamente homossexual, assinou neste domingo um contrato de 10 dias com o Brooklyn Nets.

A assinatura de contrato de Collins, que não jogava desde a última temporada, quando terminou sem vínculo com o Washington Wizards, voltou a ter uma grande repercussão na mídia americana. Ele, que treinou por conta própria durante todo o tempo em que esteve fora da liga, em sua residência em Los Angeles, tem médias de 1,1 ponto e 1,6 rebote em 713 partidas disputadas em 14 anos na NBA, sete deles nos Nets quando a franquia tinha sede em Nova Jersey.

O gerente geral dos Nets, Billy King, disse através de um comunicado que a decisão de assinar com Collins “é uma medida de basquete”.

“A equipe precisa melhorar a profundidade nos ataques e, com a experiência e estatura de Collins, acreditamos que conseguiremos”, acrescentou.

Collins conhece bem o técnico dos Nets, Jason Kidd, com quem jogou por muitos anos na equipe, e atuou com o ala-armador Joe Johnson durante três temporadas no Atlanta Hawks.

Além disso, o pivô passou meia temporada no Boston Celtics na temporada 2012-13 ao lado de Paul Pierce e Kevin Garnett antes de ser transferido aos Wizards.

Sobre a orientação sexual de Collins, Garnett declarou que “ele não encontrará nenhum problema dentro da equipe” e que “é importante que qualquer pessoa que tenha a capacidade (de jogar no nível de Collins) conte com a oportunidade de fazer o que sabe fazer”.

“Seria preconceituoso e, em um sentido, racista, se alguém não lhe desse oportunidade a uma pessoa” por essa razão, destacou. EFE