Racing demite preparador de goleiros por gesto racista na Arena Independência

  • Por Agência EFE
  • 06/05/2016 22h06
MG - RACISMO-RACING-DEMITE-FUNCIONÁRIO - GERAL - O treinador de goleiros Juan Gambandé, é demitido do clube do Racing ARG, por causa dos gestos racistas que fez para a torcida do Galo, ao simular que descascava e comia uma banana, na partida que decretou a eliminação do time contra o Atlético Mineiro, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América 2016. Foto produzida em 04/05/2016. 04/05/2016 - Foto: CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJuan Carlos Gambandé fez gestos racistas para a torcida do Atlético Mineiro após a derrota do Racing

O Racing anunciou nesta sexta-feira a demissão do preparador de goleiros Juan Carlos Gambandé, que fez um gesto racista para provocar a torcida do Atlético-MG após a partida de volta das oitavas de final da Taça Libertadores na Arena Independência, em Belo Horizonte, na quarta-feira.

“O Racing já tomou a atitude de afastá-lo do time e ele não pertence mais ao clube. São práticas que o Racing não compartilha e que não podem ser permitidas”, disse hoje o presidente do clube, Víctor Blanco.

Gambandé simulou descascar e comer uma banana durante a partida de quarta-feira, que deu uma vaga nas quartas de final da competição ao Galo após a vitória por 2 a 1 sobre os argentinos.