Rajoy pede esforço conjunto para combater violência no futebol espanhol

  • Por Agência EFE
  • 01/12/2014 14h30
O presidente espanhol

O presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, pediu nesta segunda-feira um esforço conjunto do Executivo, dos clubes e da imprensa para evitar a repetição de incidentes como os registrados no domingo, quando um homem morreu após briga entre torcidas em Madri.

As declarações foram dadas em entrevista coletiva depois do encerramento da cúpula anual com o presidente da França, François Hollande, aproveitada por Rajoy para falar sobre o conflito entre os ultras do Atlético de Madrid e do Deportivo La Coruña, no entorno do estádio Vicente Calderón.

O presidente do governo destacou que o futebol é um esporte que gera emoções e que deve servir fundamentalmente para divertir os torcedores.

“O que ocorreu em Madri é algo absolutamente lamentável. Acho que todos devemos fazer um esforço, o governo, as diretorias dos clubes e os meios de comunicação, mas não só para condenar esse tipo de atitude. Para tentar que não voltem a ocorrer”, acrescentou Rajoy.

Lembrou que já há alguns clubes na Espanha que já iniciaram um esforço importante para erradicar esse tipo de comportamento. E insistiu que esse tipo de medida deve ser expandida no futebol do país.

Rajoy lembrou que os secretários de Estado para o Esporte, Miguel Cardeal, e de Segurança, Francisco Martínez, anunciaram hoje que comparecerão ao Congresso para discutir o tema.