Rebaixado com Mogi, Wendel procura clube e não quer enfrentar Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2016 18h14

Hoje no Mogi MirimHoje no Mogi Mirim

Principal alvo da “corneteira” torcida palmeirense nos últimos anos, Wendel está à procura de um clube. Rebaixado para a Série A2 do Campeonato Paulista no mês passado, o lateral-direito optou por deixar a equipe do interior ao término de seu contrato. Agora, aguarda uma proposta de um dos 40 times das duas primeiras divisões do futebol brasileiro para voltar a jogar.

“Neste momento, eu e meu empresário estamos aguardando para assinar com alguma equipe da Série A ou da Série B. Tive a proposta para continuar no Mogi e disputar a Série C, mas achei melhor esperar para fechar com um time de uma divisão maior“, explicou Wendel, em entrevista exclusiva a Bruno Prado para o Plantão de Domingo, da Rádio Jovem Pan. 

“O meu combinado foi disputar somente o Paulista pelo Mogi Mirim. Eles me perguntaram se eu tinha a intenção de continuar no clube para a Série C. Eu falei que gostaria, mas que meu primeiro passo seria tentar procurar um clube da Série A ou da Série B, acrescentou, antes de revelar que, ao que tudo indica, um acerto será sacramentado em breve: “tem algumas coisas se encaminhando, sim, mas ainda não tenho nada de concreto. Por isso, não posso falar em nomes, ainda”. 

Wendel, que, em 12 anos, disputou 203 jogos com a camisa do Palmeiras, não tem mais nenhum vínculo contratual com o clube alviverde. Com a chegada de Alexandre Mattos e Oswaldo de Oliveira, no início de 2015, o jogador perdeu espaço e não renovou. Depois de um ano inteiro no Boa Esporte, de Minas Gerais, Wendel assinou com o Mogi até o final do Campeonato Paulista. Agora, quer se transferir para alguma equipe que dispute no mínimo a segunda divisão nacional. 

O lateral-direito não cria nenhum empecilho para fechar com qualquer clube, mas, se sua vontade falasse mais alto, ele não gostaria de enfrentar o Palmeiras, time pelo qual nutre grande carinho e contra o qual já jogou em 2008, quando estava emprestado ao Santos. “Eu, particularmente, não gostaria de jogar contra o Palmeiras, mas, por um questão profissional, eu jogaria, sem dúvidas. Guardo boas recordações do clube”, encerrou.