Referências do futebol mundial se despedem de Ghiggia pelas redes sociais

  • Por Agência EFE
  • 17/07/2015 16h47
Ghiggia foi o responsável pelo gol que deu ao Uruguai seu segundo título da Copa do Mundo

A Fifa e seu presidente, Joseph Blatter, assim como Diego Maradona e uruguaios do futebol mundial como Luis Suárez, Diego Godín e Edinson Cavani usaram as redes sociais para se despedir de Alcides Ghiggia, o último herói do “Maracanazo”.

“Muito triste pela perda de Alcides Ghiggia, um verdadeiro herói. Meu respeito para sua família e para o futebol uruguaio”, escreveu nesta sexta-feira em espanhol no Twitter o mandatário da Fifa. Na mesma rede social, ontem, a entidade classificou Ghiggia como “autor de um dos gols mais famosos da história”.

Para Maradona, a morte do último sobrevivente do time uruguaio que conquistou a Copa do Mundo de 1950, representa o adeus a “uma lenda do futebol mundial”.

“Meu respeito a Don Alcides Ghiggia, autor do gol da vitória naquele Maracanazo de 1950. Que em paz descanse, mestre”, disse o argentino em sua conta no Facebook.

Ghiggia morreu na quinta-feira, aos 88 anos, vítima de uma parada cardíaca enquanto assistia com o filho um jogo de futebol pela televisão no hospital em que havia sido internado devido a uma dor de costas. A morte do ex-jogador uruguaio coincidiu com o dia do aniversário de 65 anos do feito que o tornou uma lenda.

Para Cavani, atacante da seleção uruguaia e do Paris Saint Germain, “se foi uma lenda do esporte uruguaio e mundial”.

“Ontem nos deixou um gigante do futebol uruguaio. Um homem que marcou a história de nosso país. Obrigado, Alcides Ghiggia”, manifestou Luis Suárez, atacante do Barcelona.

O corpo do autor do gol do segundo título mundial da seleção uruguaia será velado nesta sexta-feira no Salão dos Passos Perdidos do parlamento do Uruguai, país que na quinta-feira declarou luto oficial e decretou honras fúnebres para se despedir do ídolo.

“Ghiggia se foi. Sua lenda e seu legado seguirão marcando nosso caminho. Obrigado por nos ensinar que não há impossíveis”, escreveu o zagueiro Diego Godín, do Atlético de Madrid.

Além disso, Diego Forlán, recentemente apresentado como jogador de Peñarol também não deixou passar a oportunidade de dar o último adeus ao ex-jogador.

“Alcides Ghiggia, um orgulho para o futebol uruguaio e para o mundo do futebol”, postou o atacante no Twitter. EFE