Renato, do Santos, frisa que gramados do futebol brasileiro evoluíram bastante

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2014 18h35
Santos acerta retorno de volante Renato

Nesta semana, a Jovem Pan preparou uma série especial de reportagens para tratar dos gramados de estádios do futebol brasileiro. Até hoje, alguns locais são considerados ruins para a prática do esporte. Porém, com a realização da Copa do Mundo no país, neste ano, a situação evoluiu.

Para Renato, meio-campista do Santos, a condição dos campos de jogo no Brasil teve uma evolução visível.

“Alguns fatores melhoraram em termos de estádio, com as novas arenas que fizeram para a Copa do Mundo. Em relação a gramado, eu acho que melhorou bastante, eles estão com mais cuidado agora. A gente sabe que, antigamente, o futebol brasileiro tinha alguns campos com gramado irregular. Mas acho que os clubes estão melhorando nessa parte e, com certeza, melhora também o futebol”, declarou.

Para o camisa 8 do clube da Baixada Santista, um gramado ruim é um grande obstáculo para a prática do bom futebol.

“A gente sabe que é difícil. Eu vou citar um no qual eu sempre tive dificuldade, que era o do Náutico, nos Aflitos, que era um campo pesado, um pouco irregular. O Alessandro, que era lateral direito do Botafogo e foi para o Náutico, disse que ali era o trunfo deles contra as equipes grandes. Dificulta o passe e eles, como vão acostumando com o gramado, treinam diariamente, têm a vida mais fácil. Esse tipo de coisa acaba atrapalhando, mas eu acho que o futebol evoluiu bastante e, com certeza, os clubes também estão dando mais atenção até porque, com o gramado regular, aumenta o risco de lesão”, observou o jogador. “Se é uma equipe que toca bem a bola, acaba atrapalhando. Se é uma equipe que sai no contra-ataque, acaba prejudicando”, finalizou.

Confira a entrevista completa com Renato no áudio acima.