Representantes da Fifa fazem vistoria no Maracanã e descartam limites de jogos

  • Por Jovem Pan, com Agência EFE
  • 16/01/2014 12h26

Representantes da Fifa e do Comitê Organizador da Copa estiveram no Maracanã nesta quinta-feira

Representantes da Fifa e do Comitê Organizador da Copa estiveram no Maracanã nesta quinta-feira

O estádio do Maracanã, que será palco da final da Copa do Mundo, recebeu a visita de representantes da Fifa na manhã desta quinta-feira. Ao lado de responsáveis pelo Comitê Organizador da Copa de 2014 eles passaram por diversas dependências do estádio e do gramado.

Outros estádios que serão sede de jogos do torneio também devem receber vistorias ainda este mês, e o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, deve vir ao Brasil acompanhar algumas obras.

A Fifa anunciou nesta quinta-feira que não irá limitar o número de partidas disputadas no estádio do Maracanã até três semanas antes do Mundial de 2014, que começa no dia 12 de junho, segundo confirmou o chefe do departamento de Operações do Mundial do Brasil, Chris Unger.

A entidade exigirá que o gramado do estádio esteja em perfeitas condições para a disputa do torneio, coisa que “será verificada por especialistas”, assegurou Unger em entrevista coletiva no próprio estádio.

Unger descartou, no entanto, estabelecer de antemão um número máximo de partidas por mês no lendário estádio do Rio de Janeiro.

Em dezembro, Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) afirmou ter recebido uma ordem da Fifa segundo a qual não poderiam ser realizadas mais de quatro partidas por mês no Maracanã até o início do Mundial.

Naquela época, o presidente da FERJ, Rubens Lopes, assegurou que a situação seria “muito complicada, porque Rio ficaria sem um estádio de alto nível”.

Atualmente, três equipes jogam na Maracanã regularmente: o Botafogo, o Flamengo e o Fluminense, enquanto o Vasco da Gama só usa o estádio em clássicos e em encontros pontuais nos quais espera um grande público.

Uma comitiva do comitê organizador local do Mundial e da Fifa fez nesta manhã uma visita ao estádio carioca, algo que repetirão nos próximos dias nos outros cinco estádios brasileiros que foram sede da Copa das Confederações, disputada em junho de 2013.