Ricardo Teixeira quebra o silêncio e afirma que J. Hawilla mente por vingança

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2015 12h22
Ricardo Teixeira

Ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira tem certeza que é alvo das investigações do FBI que busca irregularidades na Fifa e em outras entidades ligadas ao futebol. Em entrevista exclusiva ao portal Terra, Teixeira afirmou que a justiça americana chegou até seu nome por conta de mentiras contadas por J.Hawilla, proprietário da Traffic, seu ex-parceiro.

Acusado de receber propinas em contratos da Copa do Brasil após denúncia de J.Hawilla, Texeira afirmou ao Terra que o empresário mentiu ao FBI e que agora atira para todos os lados por vingança.

“O dono da Traffic do Brasil mentiu deslavadamente (para a justiça americana). Disse, por exemplo, que eu fui aos Estados Unidos negociar um novo contrato para a Copa do Brasil em 2011. Basta consultar meu passaporte, para ver se existe essa viagem. Ele disse que eu recebi propina por essa transação. Mentira. Cadê o dinheiro? Foi depositado em que banco, em que agência? Ele age por pura vingança”, afirmou Ricardo Teixeira ao repórter Silvio Barsetti, do Terra.

Segundo o ex-presidente da Confederação Brasileira, a Traffic, empresa de Hawilla, ficou fora dos acordos de transmissão da Copa América, Copa do Brasil e Eliminatórias, e a partir daí, o empresário passou a agir por vingança.

“Com medo de perder aquela competição, a Traffic então ofereceu US$ 40 milhões. Isso despertou ainda mais a ira do comitê. O sentimento foi o seguinte: se a empresa propõe subir de 18 para 40 é porque está lucrando em exorbitância e estamos todos sendo enganados por muito tempo. Então todos ali decidiram não mais fechar contrato com a Traffic”, explicou.