Roberto afirma que Bom Senso FC queria paralizar rodada do último domingo

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2014 15h13

Roberto defende greve de jogadores contra agressões a atletas. 

Roberto fala sobre greve de jogadores

O incidente no CT do Corinthians no último sábado não rendeu indignação apenas dentro do vestiário paulistano. O goleiro Roberto, da Ponte Preta, se manifestou na última segunda-feira, e disse que o Bom Senso FC de fato estudou paralizar o Campeonato Paulista ainda no fim de semana. 

► Confira a tabela do Campeonato Paulista

“Eu como cidadão, a vontade de jogar ontem (domingo) mínima, zero. Mas eu tenho que respeitar os cidadãos de bem. Nós tentamos paralizar a rodada, infelizmente as pessoas não pensam nas outras. Elas ficam no ar-condicionado e não estão nem aí com o que vai acontecer. Simplesmente obrigam os clubes a jogar, não entendem e fazem inumeras campanhas á favor da paz e no momento de preservar a paz, a integridade física das pessoas, elas agem diferente”, afirmou o goleiro. 

“Eu e o Paulo André avisamos o árbitro, se acontecesse algum incidente tiraríamos o time de campo. Eu sairia de campo. se a Ponte me punise, me mandasse embora, eu estava pronto. Eu chamaria os meus colegas para sair de caimpo. eu sairia, não como atleta, como cidadão”, completou.

No último sábado diversos torcedores invadiram o CT Joaquim Grava para protestar contra os resultados ruins do Corinthians, principalmente a goleada de 5 a 1 contra o Santos. Funcionários do clube foram agredidos, além do atacante Guerrero. os jogadores ficaram escondidos durante toda a manifestação. 

“Chegou a hora de mudar e a gente vai bater nisso aí. estmos nos organizando, estamos querendo parar o campeonato, estmos vendo as medidas legais para fazer isso e pode ter certeza que vamos até o fim”, concluiu Roberto.