Robinho lembra conselho de Alex e diz: “Palmeiras precisa jogar melhor”

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2015 14h17
Robinho falou sobre a situação do Palmeiras na temporada

Homem de confiança de Marcelo Oliveira no Palmeiras, Robinho se vê ajudando a equipe em qualquer posição do meio campo alviverde. Convidado especial do Esporte em Discussão, da Rádio Jovem Pan, desta quarta-feira (7), o camisa 27 do Verdão destacou que gosta da posição de segundo volante, lembrou um conselho do ex-meia Alex, e ainda afirmou que torce para que o futebol brasileiro deixe de usar volantes de marcação.

“Uns anos atrás, se me perguntassem a posição, eu gostaria de ser meia e nem pensaria em volante. Aí o Marquinhos Santos (ex-treinador de Robinho no Coritiba) falou da minha qualidade, que colocaria alguém pra marcar e eu pra sair. O Alex também me falou ‘recua um pouco que você vai melhorar’. E eu gosto de organizar o time, jogando de segundo volante organizo mais o jogo. Se perguntar pra mim qual posição quero jogar hoje, eu diria segundo volante, mas onde me colocar, vou buscando”, destacou.

Destaque do Palmeiras na temporada, Robinho analisou a tendência do futebol mundial de abolir os volantes de marcação. O meia afirmou que torce para que o futebol brasileiro incorpore essa ideia e ainda destacou que poderia exercer a função no Verdão.

“Eu torço muito pra isso (para que o futebol brasileiro deixe de usar volantes de marcação). Gostaria que o Brasil evoluísse pra esse lado. Dou o exemplo do Real Madrid que têm no lugar dos volantes dois meias. Muitos treinadores já fazem isso: Marcelo Oliveira, Tite, Dorival Junior. Espero que o Brasil possa evoluir nesse sentido”, analisou.

“No futebol brasileiro dá pra jogar com um meia um pouco recuado. Se todo mundo ajudar a marcar, dá pra fazer. Jogamos alguns jogos assim, contra o Cruzeiro foi assim, na Copa do Brasil foi assim”, completou.

O meia palmeirense ainda comentou o momento ruim vivido pelo Palmeiras na temporada, que acabou goleado pela Chapecoense na última rodada do Brasileiro. Robinho evitou dar desculpas para explicar a oscilação da equipe no ano e destacou que espera a classificação para a Libertadores.

“Se a gente for falar que chegaram muito jogadores e falta entrosamento, é desculpa. Acho que no futebol brasileiro é normal. Todos os times estão nessa, fazem grandes jogos, começam a jogar mal. Estamos derrapando, não chegamos a um nível altíssimo ainda” afirmou.

“Está faltando vencer com mais eficiência, jogar melhor. Demos algumas vaciladas. Falta manter. Quero estar no G4 na última rodada. O Santos chegou forte, sei disso, mas vamos trabalhar pra chegar”, completou o jogador de 27 anos.