Ronaldinho deixa futuro em aberto e fala em “fim de ciclo” no Atlético-MG

  • Por Jovem Pan
  • 30/07/2014 16h51

O meia Ronaldinho Gaúcho encerra um ciclo no Atlético-MG e sai com mais três títulos na bagagem

Ronaldinho se despede da torcida do Atlético-MG

De saída do Atlético-MG, Ronaldinho Gaúcho concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (30) para falar sobre o adeus e também para esclarecer alguns pontos referentes ao futuro de sua carreira.

O camisa 10 deixou bem claro que ainda não está muito preocupado com a próxima equipe na qual vai atuar, pois ainda deseja curtir a conquista recente da Recopa Sul-Americana.

“Na verdade, ainda não parei para pensar, quero uns dias para curtir o título. Deixei meu irmão para cuidar disso. Na próxima semana, decido o meu futuro, mas só na semana que vem”, disse Ronaldinho.

O meio-campista também frisou que pretende manter contato com o Galo e explicou sua saída do clube mineiro.

“Quando conquistei o título da Recopa, fechou o ciclo. Vi que era o momento de sair, de ter correspondido aquilo que o clube queria. Para essa criançada e torcida do Galo não é um adeus, só um até breve. Vou continuar vindo aqui, a torcida do Galo para mim é eterna. Vou com eles até o fim. É só um até breve”, garantiu. “Foram muitos momentos de alegria, no dia-a-dia. Pessoal da cozinha, do portão, pessoal que convive onde ninguém vê. Foram momentos de alegria que não esquecerei jamais”, prosseguiu.

Durante sua passagem de pouco mais de dois anos pelo Atlético-MG, Ronaldinho conquistou três títulos (Campeonato Mineiro e a Libertadores em 2013 e a Recopa Sul-Americana em 2014). Mas a trajetória não foi só de glórias e o meia falou também sobre algumas frustrações que teve.

“Queria muito ganhar o Mundial e o Brasileiro, lutei muito, mas não consegui, foi uma pena”, avaliou.

Ronaldinho destacou que sair do Galo sem perder um jogo sequer atuando em casa foi um grande privilégio e reiterou que o Atlético-MG foi um clube especial para ele.

“Títulos e muitas alegrias, poucos tiveram o privilégio de sair com glórias. Isso que eu quero ser lembrado, de poder sair sem ter perdido no Horto”, disse. “Tive a felicidade de ser campeão em todos os clubes. Todos eles estão no meu coração. No Barcelona um pouco mais, pois joguei mais tempo. Mas aqui marcou muito, tive um título inédito para o clube, o Galo é especial para mim por tudo isso”, continuou.

Deixando o clube, Ronaldinho Gaúcho disse que o Atlético tem “todas as chances” de conquistar uma Copa do Brasil e afastou qualquer possibilidade de pendurar as chuteiras neste momento. “Isso aí estou descartando”, finalizou.