Ronaldo é homenageado e entra para o “Hall da Fama” do futebol italiano

  • Por Agência EFE
  • 22/02/2016 16h00
Homenageado na Itália

O ex-atacante Ronaldo, ex-Inter de Milão e Milan, entrou nesta segunda-feira no “Hall da Fama” do futebol italiano, durante cerimônia realizada em Florença, em que também foram homenageados Marco Tardelli, Gianluca Vialli e Roberto Mancini.

Na solenidade, organizada pela federação do país, o brasileiro lembrou da relação antiga que mantinha com o futebol do país em que ganhou o apelido de “Fenômeno”, pelos gols em arrancadas e jogadas de explosão físicas.

“Me lembro de quando era criança e acordava às nove da manhã para ver o Campeonato Italiano. Sonhava em jogar na Itália, e o futebol italiano tirou o melhor de mim”, garantiu o craque.

Entrevistado por crianças de escolas italianas, Ronaldo falou sobre a grave lesão no joelho sofrida em 2000, que fez muitos acreditaram ser o ponto final da carreira do atleta.

“Quando me machuquei, não havia precedentes daquilo no futebol, sequer sabiam como me curar na primeira cirurgia. Após quase sete meses, não conseguia dobrar a perna. Tive medo, mas sempre me entreguei à fé. Fiz de tudo para voltar, afinal, o futebol é o grande amor da minha vida”, explicou.

Além de Ronaldo, o campeão mundial com a seleção italiana em 1982 Marco Tardelli, Gianluca Vialli e Roberto Mancini entraram no “Hall da Fama”. Já Giacinto Facchetti, Helenio Herrera e Umberto Agnelli receberam homenagens póstumas.