Ronaldo pode se candidatar a presidente da CBF, mas a vê como “sistema corrupto”

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2015 15h31
SÃO PAULO, SP, BRASIL, 16-02-2011: Futebol: o presidente da CBF, Ricardo Teixeira (à esquerda) e o ex-jogador Ronaldo Nazário durante lançamento do guia de cidades bases do estado de São Paulo para a Copa do Mundo 2014, em São Paulo (SP). (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)Ronaldo não vê contradição em ter trabalhado com Ricardo Teixeira e agora criticar o ex-presidente da CBF

O ex-jogador e agora empresário Ronaldo pode tentar, no futuro, uma nova empreitada no mundo do futebol, desta vez na parte política. Foi o que disse o próprio Fenômeno em entrevista ao canal SporTV nesta quinta-feira (10).

“Tenho interesse em ser presidente da CBF. Poderia até pensar em me candidatar, mas a questão não são os nomes. A gente tem que desmontar esse sistema corrupto existente. O modo atual não permite a entrada de qualquer pessoa, é sempre a indicação de alguém do próprio sistema da CBF”, disse Ronaldo.

“Precisa desmontar isso para permitir que pessoas de bem e honestas, que queriam fazer coisas incríveis, possam participar. Mas as coisas ainda não são assim, então vamos aguardar”, continuou o dono da 9ine, que fez parte do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014 e esteve próximo de pessoas como Ricardo Teixeira e José Maria Marin, acusados de corrupção pelo FBI.

“Meu nome é ligado ao futebol diretamente. Eu servi a CBF como jogador por muitos anos, mas não por causa da CBF. A Seleção é meu país, é orgulho de servir meu país. Inclusive financeiramente, não é algo rentável, a gente acaba se machucando, perde período no time, mas nunca vou me arrepender”, explicou-se Ronaldo.

“Com relação à Copa do Mundo, minha associação foi diretamente pensando no meu país. Prova disso que eu abri mão de remuneração durante o tempo que estive no COL. Outros que tiveram 5% do meu empenho tiveram integralmente seus benefícios embolsados”, concluiu o Fenômeno.