Rooney descarta aposentadoria da seleção inglesa e diz que brigará por titularidade

  • Por EFE
  • 11/10/2016 16h56
EFE Wayne Rooney é o jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção inglesa: 117 partidas

O capitão da Inglaterra, Wayne Rooney, afirmou nesta terça-feira que não irá se aposentar da seleção inglesa e reiterou que lutará para recuperar sua titularidade na equipe. O atacante do Manchester United, de 30 anos, jogador que mais vezes vestiu a camisa do English Team, foi perdendo espaço no time nos últimos meses, após não ter se adaptado bem à função criada pelo ex-técnico da Inglaterra, Roy Hodgson, no meio-campo.

“Tenho 30 anos, não 35 ou 36, idade na qual você começa a pensar se vai se recuperar. Tenho que continuar trabalhando. Já disse antes e digo agora: não vou deixar de jogar pela Inglaterra para ir uns dias a Dubai durante o recesso de seleções”, disse Rooney.

“Depois do último verão (período em que a Eurocopa foi disputada) teria sido sair, mas não sou assim. Sinto que ainda tenho muito a oferecer e deixei claro que quero seguir pelo menos até o Mundial da Rússia”, completou o artilheiro dos Diabos Vermelhos.

Rooney citou o seu ex-companheiro de clube, o galês Ryan Giggs, que jogou até os 40 anos em alto nível. “Há muitos exemplos que posso usar”, disse o atacante em entrevista coletiva.

Com 117 partidas disputadas pela seleção da Inglaterra e 53 gols marcados, Rooney perdeu o posto de titular da equipe nas últimas partidas. “Não sou ingênuo e sei que não tenho 20 anos. Meu futebol é diferente agora do que quando era mais jovem, mas também acho que tenho as qualidades necessárias para ajudar a equipe”, afirmou.

“Não vou negar que esse é um momento difícil, mas demonstrei ter a atitude correta, que é tentar ser positivo e apoiar meus companheiros. Estou há 13 anos jogando sem parar pela Inglaterra e sei que chega sempre um momento no qual você não é o primeiro nome nos 11 titulares, como ocorria no passado”, concluiu.