Rooney faz história, Manchester vence e se classifica na Copa da Inglaterra

  • Por Estadão Conteúdo
  • 07/01/2017 15h47

Rooney marcou o gol nº 249 com a camisa do United e se tornou o maior artilheiro da história do clube inglês

Reprodução / Twitter / Manchester United Rooney marcou o gol nº 249 com a camisa do United e se tornou o maior artilheiro da história do clube inglês

O Manchester United goleou o Reading neste sábado, em Old Trafford, e garantiu vaga na próxima fase da Copa da Inglaterra, mas as atenções da partida foram todas para Wayne Rooney. O atacante abriu o placar no triunfo por 4 a 0 e entrou de vez para a história ao se tornar o maior artilheiro da história do clube.

Com o gol marcado logo aos seis minutos da primeira etapa, Rooney chegou a 249 com a camisa do Manchester United, igualando ninguém menos que Bobby Charlton, que estava no estádio para acompanhar o feito do atacante. Vale lembrar que o jogador já é o recordista de gols com a camisa da seleção inglesa.

Há cerca de 12 anos e meio no United, Rooney chegou ao Manchester ainda como promessa em 2004, vindo do Everton, aos 18 anos. De lá para cá, foram 543 partidas necessárias para que ele igualasse o feito do lendário Bobby Charlton, que marcou os mesmos 249 gols, mas em 758 jogos.

O recorde de Rooney foi alcançado logo aos seis minutos de jogo neste sábado. Martial fez grande jogada pela esquerda e rolou para Mata, que finalizou mal. No meio do caminho, no entanto, o atacante desviou para marcar. Ele mesmo ainda teve pelo menos outras duas ótimas oportunidades até o apito final, mas não foi desta vez que conseguiu se isolar na ponta da artilharia do clube.

Se Rooney não marcou outros gols, o Manchester contou com o talento de seu elenco para chegar à goleada. Apenas oito minutos depois da abertura do placar, Martial fez bela tabela com Mata pelo lado esquerdo, invadiu a área e finalizou com estilo, cruzado, para ampliar.

Com o triunfo encaminhado, o Manchester diminuiu um pouco o ritmo, mas não deixou de atacar. Em busca de seu gol, Rashford finalmente balançou a rede aos 29 minutos do segundo tempo. Ele recebeu lançamento primoroso de Carrick e ficou sozinho para arrancar e tocar na saída do goleiro.

Desestabilizado, o Reading ainda levou o quarto, em falha bizarra de seu goleiro. Aos 33, Al Habsi tocou para Gunter e recebeu de volta. Apertado por Rashford, na hora de tentar chutar para frente com o pé esquerdo, viu a perna direita tocar na bola, o que deixou o atacante do Manchester sozinho para marcar.