Rosberg nega ‘trapaça’, mas Hamilton duvida de companheiro e lembra Senna

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2014 12h35
Lewis Hamilton e Nico Rosberg em Monaco

Principais candidatos ao título do Mundial de Pilotos de Fórmula 1 desta temporada e companheiros de equipe na Mercedes, Lewis Hamilton e Nico Rosberg vinham mostrando disputa cordial até este sábado. Entretanto, uma suposta manobra de trapaça do alemão durante o treino classificatório para o Grande Prêmio de Monaco pode ter colocado ponto final ao bom relacionamento da dupla.

Detentor do melhor tempo no Q3, Rosberg errou a freada em ponto duvidoso de sua última volta e acabou atrapalhando a sequência do treino, já que o setor em que saiu da pista recebeu bandeira amarelo. Com isto, o britânico, que vinha em volta rápida para tentar largar na pole position, precisou diminuir o ritmo e sequer completou a volta, acabando na segunda colocação. Ao término do treino, o alemão negou que a manobra tenha sido proposital.

“Eu sei que realmente disputo uma posição contra bons competidores, então tentei forçar mais meu carro e acabei saindo da pista. Eu tentei fazer isso e bati na barreira de pneus”, afirmou Rosberg.

Hamilton, por sua vez, deixou claro que tem versão diferente de seu companheiro. Competindo diretamente pelo troféu com alemão, o campeão da temporada de 2008 triunfou nas últimas quatro etapas e, além disso, largou na pole position em quatro ocasiões. No treino classificatório deste sábado, poderia conquistar importante vantagem para corrida deste domingo.

“Eu deveria saber que isso estava para acontecer. Eu sou um fã de como Ayrton Senna resolveu sua rivalidade com Alain Prost, então irei tirar uma página de seu livro”, completou o inglês, lembrando a grande disputa entre o brasileiro e o francês nos anos 80 e 90. “Rosberg tem que se desculpar por hoje? Ele está na pole position”, encerrou.

Após cinco etapas realizadas nesta temporada, Lewis Hamilton lidera o Mundial de Pilotos, com 100 pontos, seguido por Nico Rosberg, com 97 pontos. Neste domingo, o inglês pode aumentar sua vantagem no Grande Prêmio de Monaco, que ocorre nas ruas do Principado a partir das 9 horas (de Brasília).