Sabella elogia Bélgica e pede humildade para a Argentina

  • Por Agencia EFE
  • 04/07/2014 14h14

Sabella sofreu muito durante Argentina x Suíça

Sabella sofre durante Argentina x Suíça

O técnico da Argentina, Alejandro Sabella, afirmou nesta sexta-feira que a Bélgica, sua adversária de amanhã por uma vaga nas semifinais da Copa do Mundo, tem “uma grande equipe”, e adotou um tom de humildade em relação à sua própria seleção, ressaltando que os argentinos “têm tendência a se supervalorizar”.

“A Bélgica tem uma grande equipe, uma geração dourada”, afirmou o treinador no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, onde amanhã as duas seleções vão duelar pelas quartas de final.

“É uma seleção de grandes individualidades, mas que trabalha muito bem em equipe”, acrescentou Sabella sobre a Bélgica, apontando como destaque Thibaut Courtois, a quem qualificou como “um dos melhores goleiros do mundo”.

A Argentina tentará amanhã chegar a uma semifinal de Copa do Mundo pela primeira vez desde 1990, quando jogou inclusive a final e foi derrotada pela Alemanha (1 a 0).

Embora Sabella tenha reconhecido que “sempre existe a possibilidade” de adaptar o jogo de sua equipe ao adversário, explicou que, “a princípio”, manterá a “maneira de jogar” mostrada até agora, com uma forte inclinação ao ataque.

Perguntado sobre a má pontaria do atacante Gonzalo Higuaín, o técnico argentino minimizou a falta de gols de seu atacante e disse que ele “está fazendo um grande trabalho e é um jogador de equipe”.

Sobre as chances de conquistar o título no Brasil, Sabella afirmou que os argentinos têm tendência a “se supervalorizar” e que isso pode ser um problema.

“Quando era menino, sempre ouvia que éramos a melhor seleção do mundo e, no entanto, nunca tínhamos ganhado uma Copa. É uma forma de ser muito particular”, argumentou.

Após a entrevista coletiva, a Argentina treinou no estádio onde amanhã vai enfrentar os belgas.