Sampaoli é recebido com protestos na volta ao Chile

  • Por EFE
  • 13/01/2016 15h55

Para Sampaoli deixar o comando da seleção chilenaJorge Sampaoli

De volta ao Chile depois de ter participado da cerimônia da Fifa como candidato a melhor técnico do mundo em 2015, o treinador da seleção local, Jorge Sampaoli, foi recebido com insultos e críticas no aeroporto de Santiago nesta quarta-feira.

A chegada de Sampaoli, que ficou em terceiro lugar na premiação, atrás dos espanhóis Luis Enrique, vencedor, e Josep Guardiola, gerou expectativa entre os jornalistas, que se amontoaram ao redor do argentino enquanto ele entrava em um carro.

Torcedores que estavam no aeroporto repreenderam e insultaram o técnico, que nos últimos dias tornou público seu desejo de deixar a seleção chilena, pela qual se sagrou campeão da Copa América em 2015. Ele inclusive disse se sentir refém no país.

Sampaoli se reunirá ainda hoje com o presidente da Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP), Arturo Salah, para definir seu futuro. O principal obstáculo é a cláusula de rescisão de contrato, de cerca de US$ 6 milhões, valor que o argentino não quer pagar e do qual a federação não está disposta a abrir mão.