Santista minimiza tabu contra o São Paulo: “Copa do Brasil é outro torneio”

  • Por Agência Estado
  • 19/10/2015 17h37

Novo camisa 2 do Peixe já deve estrear na primeira rodada do Campeonato Paulista

Werley é apresentado no Santos e garante: “Estou pronto para jogar”

A longa invencibilidade que o Santos defende diante do São Paulo – são seis vitórias em todos os últimos confrontos no formato mata-mata, desde 2000 – não representa uma vantagem na Copa do Brasil. A avaliação é do zagueiro Werley, que deverá ser escalado na quarta-feira, no primeiro jogo da semifinal, por causa da contusão do zagueiro Gustavo Henrique.

Na opinião do zagueiro reserva, nem o triunfo no último confronto mata-mata, no Campeonato Paulista (vitória do Santos por 2 a 1), pode ser usado como parâmetro para o próximo confronto. “Copa do Brasil é outro campeonato. Paulista é um jogo só. Vencemos o São Paulo, mas isso ficou para trás. Para chegar à final, teremos que trabalhar muito bem”, afirmou o defensor.

Um dos zagueiros mais contestados do atual elenco, Werley teve boa atuação na vitória sobre o Goiás por 3 a 1, mas sua permanência no clube no ano que vem ainda não está definida. Seu empréstimo termina no mês de dezembro. 

“Não será um jogo que vai mudar. Meu pensamento é entrar e fazer um grande jogo. Em dezembro resolve. Não tenho que arrebentar em um jogo para ficar. Se não for aqui, vou pegar minhas coisas e ir embora. O que fica são as amizades que fiz”, afirmou Werley.

O zagueiro afirma que as respostas dos jogadores para as críticas só podem ser dadas dentro de campo. “O que nós jogadores podemos fazer, é dentro de campo, não aqui, falando. Desde a pré-temporada foi assim. A equipe cresceu e estamos no G4 e na semi da Copa do Brasil. Foi assim, com trabalho”, disse o zagueiro, comentando as críticas que todo o time sofreu no início do campeonato quando esteve perto da zona de rebaixamento.