Santos abre três de vantagem, toma susto, mas bate Linense por 4 a 2

  • Por Jovem Pan
  • 01/03/2015 20h22

Robinho foi destaque da vitória do Santos sobre o LinenseRobinho comemora gol do Santos contra o Linense

Fechando a sétima rodada do Campeonato Paulista 2015, o Santos entrou em campo, na noite deste domingo (1), no Estádio do Pacaembu, para enfrentar o Linense. Empurrado por sua torcida, que apoiou bastante na capital paulista, o time comandado do técnico Enderson Moreira chegou a abrir 3 a 0, mas relaxou diante de vantagem tão confortável e cedeu dois gols para o rival de Lins. Apesar do pequeno susto, o Santos venceu pelo placar de 4 a 2.

O primeiro tempo de partida foi dominado pelo Santos na maior parte do tempo e a equipe da Baixada Santista abriu o placar no Pacaembu logo aos quatro minutos, quando Lucas Lima cobrou falta rápida e lançou Robinho na área. O camisa 7 mandou um chute forte, cruzado, e fez 1 a 0.

Os santistas continuaram melhores no restante da etapa inicial, chegaram a assustar aos 14, em arremate de Lucas Lima, mas bola passou por cima do gol. Quem também quase fez o segundo foi Ricardo Oliveira, aos 26 minutos, mas a finalização também foi para fora, passando perto do gol defendido por Anderson.

A atuação incisiva do Santos no primeiro tempo gerou mais um gol, aos 38 minutos. Após cobrança de escanteio efetuada por Lucas Lima, Renato apareceu bem na pequena área e cabeceou para o fundo do gol, ampliando a vantagem do time comandado pelo técnico Enderson Moreira. O time do litoral foi para os vestiários com boa folga no marcador.

No segundo tempo, o panorama da partida não mudou e o Santos continuou mostrando sua superioridade dentro de campo. E já aos quatro minutos o time alvinegro ampliou a vantagem, quando Ricardo Oliveira tocou para Robinho, recebeu cruzamento de volta no meio da área e desviou. A bola ainda pegou na trave e no goleiro antes de entrar no gol: 3 a 0. A arbitragem deu gol contra do goleiro do Linense.

Quatro minutos depois do gol, Geuvânio partiu em velocidade e acionou Robinho, que tocou de cobertura, na saída do goleiro Anderson, mas a bola tocou na trave e não entrou. Quase o quarto gol santista.

Com 24 minutos na etapa complementar, Werley cometeu falta dentro da área em William Pottker e o árbitro assinalou pênalti a favor do Linense. Na cobrança, Diego bateu rasteiro, no canto esquerdo do goleiro Vanderlei, que pulou para o outro lado e não teve chance de defesa. Equipe de Lins diminuiu a desvantagem no Pacaembu para 3 a 1.

Depois de fazer o primeiro, o Linense animou no jogo e, após de escanteio, William Pottker dominou a bola dentro da área e mandou forte chute para faz 3 a 2. A reação da equipe de Lins, entretanto, parou por aí e o Santos ainda conseguiu fazer mais um gol aos 45, quando Robinho partiu em velocidade, após lançamento de Gabriel, driblou o goleiro e mandou para o fundo do gol, fechando o placar em 4 a 2.

Com o resultado obtido na capital paulista, o Santos sobe para 17 pontos, obtidos em campanha de cinco vitórias e dois empates, e se mantém líder isolado do Grupo 4 do Campeonato Paulista. Já o Linense estaciona nos seis pontos (uma vitória, três empates e três derrotas) e é um dos piores times do Grupo 3.