Santos ‘esfria’ Palmeiras em um quente Pacaembu e vence por 3 a 1

  • Por Jovem Pan
  • 19/10/2014 18h08

Jogadores do Santos comemoram primeiro gol da equipe em partida contra o Palmeiras

Frame/Folhapress Jogadores do Santos comemoram primeiro gol da equipe em partida contra o Palmeiras

Embalado por três vitórias seguidas, o Palmeiras recebeu o Santos, na tarde deste domingo (19), em um quente Pacaembu, por conta da alta temperatura na cidade de São Paulo. Porém, se o Verdão vinha fervendo por conta dos resultados recentes, o alvinegro praiano tratou de acabar com a sequência do rival e, mesmo sem jogar um grande futebol, a equipe comandada por Enderson Moreira aproveitou bobeiras da zaga adversária e venceu por 3 a 1.

O Santos fez dois gols ainda no primeiro tempo, já na reta final da etapa, com Geuvânio e Gabriel. No segundo tempo, já nos primeiros minutos, Gabriel marcou o seu segundo na partida e praticamente selou o triunfo santista. Ainda houve tempo para Henrique descontar, de cabeça, aos 40 minutos da etapa complementar, mas nada que ameaçasse a vitória do Santos.

Com o resultado positivo, o Santos chega aos 45 pontos, conquistados em campanha de 13 vitórias, seis empates e dez derrotas, e segue tentando se aproximar do G-4 do Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras estaciona nos 34 pontos (dez vitórias, quatro empates e 15 derrotas) e segue na parte de baixo da tabela de classificação.

Na próxima rodada, a 30ª do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras enfrenta o líder Cruzeiro, fora de casa, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG), em partida que será realizada na quarta-feira (22), às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, mas às 22h, o Santos recebe o Fluminense, na Vila Belmiro, em Santos (SP).

O jogo – O jogo começou movimentado no Estádio do Pacaembu e o Palmeiras foi o primeiro a criar grande chance de marcar. Aos cinco minutos, Valdivia deu belo passe para Wesley, na direita, e ele finalizou de dentro da área, mas mandou o arremate por cima do gol de Aranha.

O Palmeiras jogava um pouco melhor nos primeiros minutos de embate, mas o Santos conseguiu equilibrar um pouco as ações nos primeiros 15 minutos.

O artilheiro do Palmeiras, Henrique, teve a chance de abrir o placar, aos 26, quando recebeu belo cruzamento de Valdivia, mas demorou a finalizar e foi desarmado. Um minuto depois, foi Wesley quem recebeu bola e finalizou de primeira, mas Aranha fez a defesa.

Apesar de não jogar bem no primeiro tempo, o Santos largou na frente. Aproveitando uma grande cochilada da zaga palmeirense, Lucas Lima deu belo lançamento para Geuvânio e ele bateu na saída de Fernando Prass para fazer 1 a 0.

Não deu tempo nem de o Palmeiras lamentar o gol do adversário e o Santos ampliou a vantagem. Em outra desatenção da defesa alviverde, Lucas Lima cobrou falta rapidamente, Mena fez cruzamento da esquerda e Gabriel completou para o fundo do gol, sem chances de defesa para Prass. O Santos foi para os vestiários com uma confortável folga no marcador.

Mal começou o segundo tempo e o Santos fez 3 a 0. Geuvânio acionou Gabriel no meio da zaga e ele chegou sozinho dentro da área. Assim, o camisa 10 só precisou tocar na saída de Fernando Prass para marcar o terceiro e o seu segundo no jogo. Outra desatenção da zaga do Palmeiras.

O Palmeiras até teve uma chance aos 13, quando Wesley finalizou, mas Aranha defendeu facilmente. O mesmo aconteceu aos 31, quando Henrique chutou, mas o arqueiro santista fez boa defesa.

Antes da finalização de Henrique, entretanto, o Santos quase chegou ao quarto, quando Victor Ferraz cruzou da esquerda e Arouca bateu para o gol, mas Fernando Prass salvou o time de Palestra Itália e defendeu com os pés.

O técnico Dorival Junior promoveu algumas mudanças no segundo tempo, colocando Mouche e Mazinho, além de Leandro, que havia entrando no intervalo, mas o Palmeiras, com todas suas limitações, pouco assustou o Santos.

O Palmeiras ainda descontou aos 40 minutos, quando o artilheiro Henrique recebeu cruzamento e empurrou a bola para o gol, de cabeça, mas o Santos segurou o resultado nos minutos finais e não chegou a ser ameaçado. Bela vitória dos santistas no Pacaembu!