Santos fica no zero com Grêmio e segue sem vencer no Campeonato Brasileiro

  • Por Jovem Pan
  • 03/05/2014 20h28
SÃO PAULO,SP,03.05.2014:BRASILEIRÃO/SANTOS E GRÊMIO - O jogador Barcos do Grêmio em lance durante a partida entre Santos SP e Grêmio RS válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Vila Belmiro em Santos (SP), neste sábado (03). (Foto: Leandro Martins/Futura Press/Folhapress)Santos e Grêmio ficam no zero na Vila Belmiro

O Santos recebeu o Grêmio neste sábado (03) e apenas empatou por 0 a 0 na Vila Belmiro. A equipe do técnico Oswaldo de Oliveira ainda não venceu no Campeonato Brasileiro [3 empates em 3 jogos]. Em jogo muito fraco tecnicamente, as duas equipes criaram pouco e deixaram instatisfeitos os mais de sete mil pagantes que compareceram ao estádio.

Pressionados pela torcida, as duas equipes entraram buscando se firmar na parte de cima da tabela. No primeiro tempo, o Santos tentou pressionar o adversário, mas esbarrou na falta de criatividade de seu meio de campo e na falta de inspiração de Leandro Damião, que deixou o gramado no início do segundo tempo, sendo novamente vaiado. Sem muita técnica, o Grêmio tentou chegar pela força de Barcos, mas também não teve muito sucesso diante da bem postada defesa do Peixe.

Na próxima rodada, no domingo (11), o Santos visita o Figueirense em Santa Catarina. No mesmo dia, o Grêmio vai à Arena Condá para medir forças com a Chapecoense.

O jogo

Vindo de uma recente eliminação na Copa Libertadores, parecia que o Grêmio tomaria as ações da partida logo após o apito inicial. Aos 4 minutos, Dudu recebeu na direita, fez fila na zaga santista e, cara a cara com Aranha, bateu para fora e desperdiçou ótima chance de colocar os gaúchos em vantagem na Vila Belmiro. Depois do susto, o Peixe tentou responder na bola área. Aos 14, Alan Santos levantou na área, ninguém cortou e a bola ficou para Jubal, que completou para o gol e obrigou Marcelo Grohe a fazer boa defesa.

Com muitas dificuldades na criação, as duas equipes não conseguiam incomodar os goleiros. O Santos, com Cícero e Arouca apagados, sequer conseguia acionar o contestado Leandro Damião durante o jogo. Já o time gaúcho, forçava as jogadas no argentino Barcos que, bem marcado, não deu trabalho à Aranha. No final da primeira etapa, Dudu puxou ótimo contra-ataque para o Tricolor Gaúcho, mas demorou demais para tocar, se confudiu e acabou desperdiçando outra boa chance, para desespero do técnico Enderson Moreira.

Na volta dos vestiários, o Grêmio veio para cima dos donos da casa. Rodriguinho entrou na vaga de Luan e deu mais gás para a equipe. O ex-corintiano levantou na cabeça de Barcos, que desviou por cima do gol, assustando Aranha. Vendo seu time ser pressionado, Oswaldo de Oliveira sacou Leandro Damião, que saiu vaiado de campo, para a entrada de Geuvânio. A alteraçõ surtiu efeito e o Peixe tentou encurralar o Grêmio no campo de defesa.

Mesmo com mais posse de bola, o Santos só chegou a assustar aos 40 minutos. Stefano Yuri ajeitou na meia-lua para Arouca. O volante chegou batendo e mandou por cima do gol dos gaúchos para desesperado da torcida santista na Vila Belmiro. Restando apenas um minuto, Lucas Lima achou Geuvânio, que bateu colocado. A bola passou muito perto do ângulo direito de Grohe e foi direto pela linha de fundo, decretando o zero no placar.