São Paulo empata com Trujillanos e se afasta da classificação na Libertadores

  • Por Jovem Pan
  • 16/03/2016 21h24
Mesmo empatando fora de casa

Depois da derrota inesperada para o The Strongest na estreia da Libertadores, o São Paulo precisava conquistar pelo menos um ponto contra o River Plate na Argentina – e conseguiu. A missão seguinte era vencer o Trujillanos, nesta quarta-feira (16), na Venezuela. E, diante de um adversário claramente inferior, o Tricolor “conseguiu” ficar no empate por 1 a 1 e correu o risco de sair com a derrota. Agora, a situação ficou mais complicada na busca pela classificação à próxima fase.

Depois de a banda do estádio José Alberto Perez tocar o hino da Argentina ao invés do brasileiro, por engano, o São Paulo criou a primeira chance com Thiago Mendes, que tabelou com Ganso antes de bater cruzado para fora. No entanto, mesmo inferior tecnicamente, o time da casa era quem se mostrava mais ousado. Cabezas saiu na cara do gol, mas, ao tentar driblar Dênis, acabou perdendo o ângulo para finalizar.

Mais ligado em campo, o Trujillanos seguiu melhor e obrigou o goleiro são-paulino a trabalhar com chute de longa distância de Páez. Ganso respondeu com cabeçada perigosa, mas a resposta foi mais eficiente. Granados cruzou pela direita e Rúben Rojas ganhou a disputa com Lugano para cabecear e mandar para as redes. A alegria venezuelana, no entanto, durou apenas dois minutos. Após cruzamento de Thiago Mendes, Ganso ficou com a sobra, dominou e bateu no canto para empatar.

Na segunda etapa, o camisa 10, até então grande destaque do Tricolor, flertou com o papel de vilão. Aos 18 minutos, o meia passou para Carlinhos, que foi derrubado na área. Ganso foi para a cobrança e acertou o travessão de Héctor Pérez. Na sobra, Rojas sofreu falta e a jogada foi paralisada. Dois minutos depois veio a resposta: Cabezas abriu espaço e chutou de fora da área, obrigando Dênis a fazer a defesa.

Precisando da vitória a qualquer custo, o São Paulo foi para cima a partir dos 25 minutos. Carlinhos invadiu a área e bateu por cima; Rodrigo Caio cabeceou após cruzamento de Ganso e mandou para fora, por pouco; Thiago Mendes, por sua vez, tentou de fora da área e a bola passou perto da trave.

Com a aproximação dos minutos finais, o clima foi ficando mais tenso e os jogadores mais nervosos. Na última grande chance, Hudson recebeu pela direita, cortou a marcação e, ao invés de chutar, tentou o cruzamento e errou. Já aos 43 minutos, todo o time são-paulino parou e, no contra-ataque, Cavezas saiu na cara do gol e conseguiu o mais difícil: perder o gol.

O São Paulo segue sem vencer na Libertadores e soma apenas dois pontos, contra seis do The Strongest e sete do River Plate. Ou seja: o time de Bauza precisa de mais de uma rodada para ultrapassar os adversários. O próximo compromisso será diante do próprio Trujillanos, no Morumbi.