São Paulo ganha do Linense “fora de casa” e fica perto da semi do Paulistão

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 02/04/2017 18h28
SP - PAULISTA/LINENSE E SÃO PAULO - ESPORTES - O jogador Rodrigo Caio comemora gol do São Paulo durante a partida entre Linense SP e São Paulo SP, válida pelo Campeonato Paulista 2017, no Estádio Morumbi em São Paulo (SP), neste domingo (02). 02/04/2017 - Foto: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJogadores do São Paulo comemoram o primeiro gol do São Paulo diante do Linense

Dono do melhor ataque do Campeonato Paulista, o São Paulo confirmou o favoritismo no estádio do Morumbi, com a vitória sobre o Linense por 2 a 0, neste domingo, e ficou perto da vaga nas semifinais. O placar poderia ter sido mais elástico, mas muitas chances foram desperdiçadas. A vantagem nas quartas de final foi construída com um gol contra e outro do argentino Lucas Pratto, apenas nos acréscimos do segundo tempo.

Ser visitante jogando em seu próprio estádio foi uma das condições favoráveis encontradas pelo São Paulo na largada da fase mata-mata do Paulistão. A pedido da diretoria do Linense, com aval da Federação Paulista de Futebol, o Morumbi foi o palco escolhido para as duas partidas das quartas de final. O que significou um grande trunfo para o time tricolor, que está invicto em seu estádio desde 24 de agosto de 2016, quando caiu diante do Juventude, pela Copa do Brasil.

O poder ofensivo do São Paulo contou com o reforço de Lucas Pratto, que voltou ao time depois de defender a Argentina nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, assim como o lateral-direito Buffarini. E provou mais uma vez o seu valor com outro gol de cabeça. O técnico Rogério Ceni também teve à disposição Thiago Mendes e Wellington Nem, que acabou sendo aplaudido e vaiado na saída do campo.

Mas a expectativa de espetáculo não se confirmou no Morumbi. O São Paulo demorou para vazar a pior defesa do campeonato e deixou a torcida são-paulina impaciente; tornou evidente, por outro lado, que o placar poderia ter sido ainda melhor. O jogo começou morno, com o time tricolor pendendo apenas para o lado esquerdo, com Luiz Araújo e Junior Tavares. Assim que passou a girar mais a bola, o volume de jogo também cresceu e as oportunidades apareceram.

Na metade do primeiro tempo, a pressão aumentou e parecia questão de tempo para o São Paulo abrir o marcador. Os jogadores davam mostras de estarem à vontade em campo. Aos 33 minutos, o grito de gol ecoou no Morumbi, mas a jogada foi anulada. Jucilei disparou um forte chute de fora da área, Victor Golas espalmou e Cícero, no rebote, balançou as redes. No entanto, estava impedido. O Linense, por sua vez, se restringia aos contra-ataques.

O São Paulo voltou do intervalo mais determinado a buscar a vantagem nas quartas de final. E, aos 4 minutos, o desejo se concretizou. Pelo lado esquerdo da área, Rodrigo Caio tentou tocar para o meio, a bola bateu em Diego Felipe, enganando o goleiro do Linense, e marcou o gol contra. Na sequência, ainda bombardeou a meta do adversário. Faltou eficiência nas finalizações, perdidas diversas vezes cara a cara com o goleiro.

Apesar de ficar com um jogador a mais em campo nos minutos finais, com a expulsão de Maycon, que levou o segundo cartão amarelo, o São Paulo demorou a ampliar a vantagem. As lamentações da torcida foram constantes, principalmente na segunda etapa. Até que, aos 48 minutos, Lucas Pratto aproveitou a sobra e cabeceou para o gol, saindo para o abraço.

Rogério Ceni promoveu a estreia do meia Thomaz, contratado junto ao Jorge Wilstermann, da Bolívia, na ausência do peruano Cueva, que se recupera de lesão na coxa esquerda. Já o recém-chegado Edimar sofreu um estiramento no tendão do músculo reto femoral da coxa esquerda e o lateral-esquerdo acabou fora da lista de relacionados.

As equipes voltam a se enfrentar no Morumbi no próximo sábado, às 16 horas, para definir quem avança à semifinal. O São Paulo leva uma vantagem confortável para a partida de volta, enquanto que o Linense precisará ir para o ataque. Em caso de igualdade de saldo de gols, a disputa será decidida nos pênaltis. No meio da semana, o time tricolor estreará na Copa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, na Argentina.

Opinião JP

Para os comentaristas da Jovem Pan, Beetto Saad e Flávio Prado, apesar da vitória por 2 a 0, que praticamente garante o São Paulo nas semifinais do Campeonato Paulista, o time do Morumbi não teve uma boa atuação diante do Linense. “O São Paulo venceu de maneira pífia, com um gol contra e depois com um gol de Pratto, quando o Linense já estava com um a menos e totalmente entregue. O São Paulo não conseguiu render hoje”, disse Saad.

O comentarista destacou a vontade e determinação dos jogadores do Linense, que mesmo não podendo jogar em casa e com toda a limitação técnica, lutaram e levaram perigo ao São Paulo quando chegou ao ataque. “O São Paulo teve maior posse de bola, mas não foi objetivo. O Linense, quando chegou, levou perigo, demonstrando toda a garra e terminação do time, que fez um jogo igual com o São Paulo em certos momentos”, completou.

Flávio Prado ironizou a polêmica em torno do mando de campo e disse que o São Paulo foi a única equipe grande a vencer fora de casa até então nas quartas de final do Paulistão. “Hoje o São Paulo ganhou com facilidade e fora de casa. O único grande que ganhou fora de casa. Um feito maravilhoso, que merece ser enaltecido. O Linense, mesmo jogando em casa não conseguiu segurar o São Paulo e saiu de campo derrotado”, brincou o comentarista.

Ouça os gols da partida entre Linense e São Paulo: