São Paulo sai satisfeito de reunião com a CBF, mas ressalta: “não queremos mudar resultado”

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2016 14h35

Vinicius Furlan foi criticado pelo São Paulo pela atuação na partida contra a Ponte

Vinicius Furlan foi criticado pelo São Paulo pela atuação na partida contra a Ponte

José Jacobson, diretor de futebol do São Paulo, e Gustavo Vieira de Oliveira, diretor executivo, reuniram-se com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e Sérgio Corrêa, presidente da Comissão de arbitragem, para formalizar reclamação contra a arbitragem de Vinicius Furlan na partida contra a Ponte Preta.

Em entrevista exclusiva ao repórter Rodrigo Viga durante o programa Esporte em Discussão da Jovem Pan, José Jacobson mostrou satisfação com o que foi conversado durante a reunião:

“Viemos deixar registrada a nossa insatisfação com o que aconteceu ontem. O retorno foi muito bom, a CBF nos deu abertura. O Sergio ficou de estudar e dar muita atenção a isto. Saímos daqui com a esperança de que atos como este não se repitam para o bem do futebol brasileiro”, afirmou o diretor de futebol.

Jacobson reconheceu ainda que erros de arbitragem têm acontecido tanto contra quanto a favor o clube, porém reforçou o incômodo do São Paulo com a falha de Vinicius Furlan na partida do último domingo, negando que o clube tentou anular o resultado da partida:

“O São Paulo tem nesse Campeonato Brasileiro favorecimentos e prejuízos. Os árbitros erram para os dois lados. Nós não queremos modificar resultado, isto não é o choro dos derrotados e não estamos aqui para isso. É que ontem realmente houve um erro grave da arbitragem. O juiz levou muito em consideração a opinião do Eduardo Baptista, e isto nos deixou muito preocupados”.

O diretor do São Paulo também negou que tenha solicitado que Furlan não apite partidas do São Paulo, porém sinalizou que acredita que seria o mais correto a ser feito diante da situação: “quem decide isso é a CBF e a comissão de arbitragem. Por mim, preferiria que ele fosse poupado dos próximos jogos. Por ele e pela torcida do São Paulo”, afirmou.