São Paulo volta a jogar mal e perde para o San Lorenzo com golaço

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2015 21h55
Jogo foi muito brigado

Novo teste para o São Paulo num jogo importante, nova chance para o time reagir na temporada. E nova decepção. Diante do San Lorenzo, nesta quarta-feira (01), no Nuevo Gasómetro, o Tricolor voltou a apresentar falta de criatividade e objetividade. O time argentino, então, venceu por 1 a 0 pela insistência, com um golaço de Cauteruccio, numa partida de poucas emoções, mas que serviu para complicar a vida do time paulista na Libertadores.

O time da casa dominou a posse de bola e teve a iniciativa desde os primeiros minutos, mas não teve capacidade para exercer uma pressão efetiva sobre o adversário. Sem criatividade no meio de campo, os argentinos abusaram dos cruzamentos na área, quase sempre pela direita com Buffarini, todos eles ineficientes diante da atuação segura da defesa tricolor pelo alto. Já o São Paulo tinha dificuldades para ficar com a bola no campo de ataque e, consequentemente, para causar qualquer perigo ao goleiro Torrico.

Tirando um cabeceio de Blanco, livre na área, para fora e um contra-ataque desperdiçado por Michel Bastos no último passe, as maiores “emoções” da primeira etapa foram a contusão de Alan Kardec, que deu lugar a Centurión, e a ameaça de lesão de Rogério Ceni, que ficou mesmo só na ameaça. Se o objetivo do São Paulo era não ser ameaçado logo de cara, a missão foi cumprida com muito êxito e pouco futebol.

O São Paulo começou o segundo tempo ameaçando certa ousadia, tentando jogadas com Centurión, jogador mais aceso da equipe. Logo o panorama voltou a ficar parecido com os 45 minutos iniciais. Sentindo a necessidade da vitória o técnico Edgardo Bauza queimou suas últimas substituições logo cedo. Numa delas, Cauteruccio foi a campo para brilhar. O atacante recebeu lançamento pela direita, deu um chapéu em Rafael Tolói, avançou, invadiu a área e bateu forte, no alto da meta, para marcar um golaço.

A partir de então, o Tricolor resolveu ir para cima, mas sentiu grandes dificuldades para ameaçar Torrico, uma vez que Ganso, Pato e Michel Bastos faziam partida sofrível. O San Lorenzo, mais confortável em campo, recuou e passou a esperar uma chance de matar o jogo.

Apesar da derrota, o São Paulo mantém a segunda posição no Grupo 2 da Libertadores com seis pontos, mesma pontuação do time argentino. Na próxima rodada, a quinta e penúltima da primeira fase, o Tricolor vai ao Uruguai pegar o Danubio. Já o San Lorenzo enfrenta o Corinthians em Itaquera.