Se o Corinthians perder seus craques, com quem pode reconstruir o meio de campo?

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2015 16h45
Marlone

O Corinthians foi campeão brasileiro com sobras e bateu recorde de pontos no Brasileirão de pontos corridos com 38 rodadas. A fórmula para tamanho sucesso passou pela competência do técnico Tite, que fez a diferença com um elenco não muito extenso e que havia perdido estrelas como Guerrero e Emerson Sheik. Mas outro ponto de destaque foi o meio de campo, formado por craques como Elias, Renato Augusto e Jadson.

O problema é que esse trio pode se desfazer em breve. Jadson está de ida para a China. Segundo o presidente Roberto de Andrade, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, “não teve nem negociação”, uma vez que Tianjin Quanjian aceitou pagar os R$ 21,2 milhões da multa do camisa 10 (dos quais R$ 6,3 ficarão com o Timão) e ainda lhe ofereceu o triplo do salário. Para completar, o Shalke 04, da Alemanha, está de olho em Renato Augusto, e o melhor jogador do Brasileiro 2015 admitiu que sonha em jogar a Liga dos Campeões da Europa.

Caso os dois meias venham a sair, como o Corinthians “reconstruirá” seu setor de meio de campo, tão importante para o sucesso que obteve em 2015? O Jovem Pan Online analisou nomes que podem cair bem na equipe, alguns já especulados, outros (ainda) não. Confira!

Marlone (Sport)

Muito perto de chegar ao Parque São Jorge, Marlone deve ser o substituto de Jadson no esquema de Tite. Pelo Sport, teve boa atuação no Campeonato Brasileiro, inclusive atuando pelo lado esquerdo do meio e do ataque, função também exercida pelo meia que está de malas prontas para a China. Além disso, tem apenas 23 anos e pode render bons frutos para o futuro.

Diego Souza (Sport)

Companheiro de Marlone no Sport, Diego Souza é pretendido por grandes clubes, como Fluminense e Palmeiras. Seria uma boa opção para substituir Renato Augusto, pois tem algumas características em comum com o camisa 8, como a habilidade para partir com a bola dominada, a boa finalização de média distância e a capacidade de armar jogadas.

Giuliano (Grêmio)

Não seria difícil tirar Giuliano do Grêmio, pois ele foi um dos destaques da equipe gaúcha no Campeonato Brasileiro. Mas a investida pode valer a pena. Jovem, com 25 anos, o meia mostrou maturidade e capacidade para dar assistências preciosas, além de marcar seus gols.

Everton (Flamengo)

Apesar de ter características um pouco diferentes daquelas dos meias atuais do Corinthians, Everton poderia ser uma boa opção para acelerar o jogo pelas pontas e quebrar defesas mais sólidas com sua velocidade. Além disso, o Flamengo não deve fazer força para mantê-lo no elenco.

Giovanni Augusto (Atlético-MG)

Revelado pelo próprio Atlético-MG em 2010, Giovanni Augusto voltou ao clube mineiro em 2015 para ser o maestro do meio de campo da equipe. Sob seu comando, o Galo foi vice-campeão brasileiro e marcou 65, tendo o segundo melhor ataque depois do próprio Corinthians. Além disso, contratar o meia seria uma forma de o Timão se reforçar enquanto enfraquece um adversário direta na briga pelos principais campeonatos de 2016.