Sede da Copa, Rússia arranca empate com a Bélgica no fim em amistoso

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/03/2017 15h40

Rússia somou sete derrotas nas últimas 13 partidas que disputou

Rússia somou sete derrotas nas últimas 13 partidas que disputou

Às vésperas de receber a Copa das Confederações e já mirando a Copa do Mundo de 2018, que também será realizada em seu território, a Rússia finalmente mostrou alguma força nesta terça-feira. Em meio a uma péssima sequência de resultados, a seleção entrou em campo diante de sua torcida, em Sochi, para o amistoso diante da forte Bélgica e arrancou um empate por 3 a 3 nos acréscimos.

O resultado, no entanto, não serviu para melhorar os números recentes da Rússia. Nas últimas 13 partidas – dez amistosos e três pela Eurocopa do ano passado -, foram somente duas vitórias. Neste período, a seleção somou sete derrotas, incluindo para equipes como Catar, Costa do Marfim e Eslováquia.

Sem disputar as Eliminatórias para a Copa, já que tem vaga garantida no torneio por sediá-lo, a Rússia tem medido forças somente em amistosos. No desta terça, parecia que finalmente deixaria a péssima fase ao sair na frente logo aos três minutos, com Vasin.

Mas ainda no início, aos 17 minutos, Mirallas aproveitou pênalti sofrido por Benteke e deixou tudo igual. Na reta final da primeira etapa, o mesmo Benteke voltou a aparecer, duas vezes, para virar o confronto e ampliar a vantagem belga. No segundo tempo, aos 29 minutos, Miranchuk diminuiu, e na base da pressão, os russos chegaram ao empate aos 47, com Bukharov.

Para os belgas, que entraram em campo com um time misto, o confronto era bem menos significativo e o empate pouco importou. Nas Eliminatórias Europeias para o Mundial, a seleção segue em ótimo momento, liderando o Grupo H com 13 pontos em cinco partidas disputadas.

OUTROS RESULTADOS – Em outros amistosos disputados nesta terça, destaque para as tranquilas vitórias do Egito sobre Togo e da Estônia sobre o time misto da Croácia, ambas por 3 a 0. Já a Bósnia-Herzegovina contou com mais um gol do artilheiro Dzeko para derrotar a Albânia por 2 a 1.