Sem Benzema e Ibra, França e Suécia testam jogadores em último amistoso do ano

  • Por EFE
  • 17/11/2014 12h19
Paul Pogba faz sua oração antes de jogo contra a Alemanha pelas quartas AFP Paul Pogba faz sua oração antes de jogo contra a Alemanha pelas quartas

França e Suécia entram em campo nesta terça-feira para o último amistoso do ano com vários ausências, sem Benzema e Ibrahimovic, em um jogo que servirá para testar novos jogadores para a sequência das Eliminatórias da Eurocopa 2016, que só serão retomadas no ano que vem.

Além da oportunidade para mostrar que podem seguir entre os convocados, esses atletas terão uma motivação especial. O duelo será realizado no novo Estádio Velódromo (Marselha), um dos palcos da fase final do principal torneio do continente, que será organizado pelos franceses.

A Suécia, por exemplo, jogará sem sua principal estrela, Zlatan Ibrahimovic, que depois do empate contra Montenegro por 1 a 1, na última sexta-feira, foi liberado para retornar a Paris por causa de problemas na coxa.

Foi o terceiro empate em quatro partidas dos escandinavos, que só venceram Liechtenstein no período. Apesar da sequência ruim, os suecos estão no segundo lugar do grupo G das eliminatórias, a quatro pontos da líder Áustria.

Por causa da baixa de Ibrahimovic, que disputou contra Montenegro a primeira partida completa após uma lesão no calcanhar, o técnico Erik Hamrén terá que mexer mais no time do que o previsto.

“Quero ver novos jogadores”, disse ele, depois de confirmar também as ausências do lateral-direito Mikael Lustig, do meia Emil Fosberg e do goleiro reserva Johan Dahlin, sem dar dicas de quem entrará na equipe principal.

Os testes também estão nos planos do técnico da França, Didier Deschamps, principalmente porque a equipe, já classificada para a Eurocopa 2016 por ser anfitriã, só fará amistosos até a disputa da competição.

No entanto, o treinador tem tido dificuldades para motivar seus jogadores e quase sofreu um vexame histórico contra a Albânia na última sexta-feira, evitado pelo atacante Antoine Griezmann, que entrou no segundo tempo para empatar o confronto em 1 a 1.

Pelo desempenho e o gol quase heroico, o artilheiro do Atlético de Madrid assume uma das vagas no setor ofensivo contra a Suécia. Andre-Pierre Gignac também entra no time no lugar de Karim Benzema, titular absoluto, que deve ser poupado.

Outras mudanças, inclusive de ordem tática, devem ser feitas no meio-campo. Joshua Guilavogui ganhou uma chance e jogará mais recuado ao lado de Paul Pogba. À frente, uma linha de três homens, formada pelo próprio Griezmann, na esquerda, Mousa Sissoko na direita e Mathieu Valbuena pelo meio.

Deschamps também precisará fazer alterações na zaga. Por causa de problemas físicos, o zagueiro Mapou Yanga-Mbiwa, da Roma, está fora do jogo e deve ser substituído por Eliaquim Mangala.

Prováveis escalações:

França: Lloris; Sagna, Varane, Mangala e Kurzawa; Guilavogui e Pogba; Sissoko, Valbuena e Griezmann; Gignac. Técnico: Didier Deschamps.

Suécia: Isaksson; Krafth, Antonsson, Graqvist e Bengtsson; Bahoui, Källstrom, Kacaniklic e Hrgota; Guidetti e Zengin. Técnico: Erik Hamrén.

Estádio Velódromo, em Marselha (França).