Sem marcar gols, Ronaldinho Gaúcho rescinde contrato e deixa de ser jogador do Fluminense

  • Por Agência Estado
  • 29/09/2015 09h24
Depois de um ano no Querétaro

A passagem de Ronaldinho Gaúcho pelo Fluminense se encerrou de modo precoce e decepcionante. No final da noite de segunda-feira (28), o clube das Laranjeiras confirmou a rescisão do contrato, realizada em comum acordo com o jogador. 

O vínculo com Ronaldinho iria até dezembro de 2016. Em sua passagem relâmpago pelo Fluminense, o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005 esteve longe de brilhar e disputou apenas nove jogos, sem ter marcado sequer um gol. 

O atleta já não havia participado do treino da equipe na tarde de segunda-feira. Ele pediu dispensa, alegando motivos particulares, e foi atendido pela diretoria do clube. Agora, porém, a passagem de Ronaldinho pelo Fluminense está encerrada.

O jogador voltou a atuar no último sábado pelo Fluminense, na vitória por 2 a 0 sobre o Goiás no Maracanã, depois de longo afastamento, sob o argumento de que precisava aprimorar a condição física. Esteve em campo apenas no primeiro tempo, atuou mal e foi vaiado pela torcida. Ao saber de sua substituição por Marcos Júnior, na volta do intervalo, os torcedores aplaudiram.

Ronaldinho chegou ao Fluminense em julho, depois de também ter seu contrato rescindido com o Querétaro, do México. A contratação do jogador, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, foi muito comemorada pelos torcedores. O jogador chegou a ser dado como 90% acertado com o Vasco pelo presidente Eurico Miranda, mas acabou acertando mesmo com o rival. 

Quando Ronaldinho foi contratado, o Fluminense ocupava a segunda posição do Brasileirão. Hoje, o clube está na 12ª colocação no campeonato nacional. Apesar da passagem curta e decepcionante do craque, a diretoria do clube adotou um tom elogioso ao anunciar a rescisão do contrato. 

“O Fluminense vem a público comunicar o rompimento do contrato com o atleta Ronaldinho Gaúcho de forma amigável e em comum acordo entre as partes.

Desde o primeiro contato com os dirigentes, o atleta e seu representante trataram o clube com profissionalismo e respeito. Mesma atitude positiva demonstrada nas atividades de rotina”, afirmou o Fluminense, que garantiu ter visto aspectos positivos na passagem do jogador pelo clube.

“Cabe ressaltar que a contratação correspondeu às expectativas em relação ao retorno de marketing, aumentando arrecadação com bilheteria, venda de camisas e número de sócios. A opção de Ronaldinho também mostrou ao Brasil que o Fluminense desperta o interesse dos maiores jogadores do futebol mundial”, acrescentou a diretoria.

 Ronaldinho também se pronunciou nas redes sociais:

 

Caros Srs, Presidente, diretores e toda nação Fluminense, muito me orgulhou vestir esta camisa, muito mesmo. Estamos hoje anunciando o fim do vínculo empregatício mas não o fim de uma relação importante, que foi construída com verdade, com respeito e honestidade. Quero muito agradecer ao presidente Peter, ao Mario Bitencourt, Fernando e toda comissão técnica, jogadores e funcionários pelo carinho e a dedicação à mim e a minha família. Quero dizer que não estarei em campo mas estarei na torcida pelo sucesso deste grande clube!!! Obrigado por tudo Mario, ter a confiança e conquistar a amizade de vcs já é um grande prêmio! Tenho certeza que o futebol brasileiro estará melhor com mais pessoas como você, grande amigo e profissional que só tenho a agradecer!!! Obrigado a toda galera Fluminense!!! É com muito respeito e agradecimento que me despeço deste grande clube!!!

Uma foto publicada por Ronaldo de Assis Moreira (@ronaldinhooficial) em