Sem Zé Roberto e Tobio, Oswaldo comanda agitado treino no Palmeiras

  • Por Estadão Conteúdo
  • 20/02/2015 14h18

O meia Zé Roberto frisou que se inspira em Martin Luther King para liderar

Zé Roberto

O técnico Oswaldo de Oliveira parece aproveitar bem a semana sem jogos para fazer trabalhos intensos no Palmeiras. O treinador comandou nesta sexta-feira um coletivo no qual orientou bastante os atletas e treinou diversas jogadas ensaiadas, após muitos gritos e elogios após jogadas certas.

As ausências do treino foram o zagueiro Tobio e o lateral-esquerdo Zé Roberto. O defensor chegou a ir para o campo mas alegando dores musculares, deixou o gramado. Já Zé Roberto foi poupado de dores na coxa esquerda e tem mais chances de atuar do que o argentino. 

O time titular treinou com: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e João Paulo; Gabriel, Robinho, Alan Patrick, Dudu e Allione; Cristaldo. Já os reservaram foram para o gramado com Jailson; João Pedro, Nathan, Wellington e Victor Luis; Amaral, Arouca, Cleiton Xavier e Rafael Marques; Maikon Leite e Leandro Pereira. Os demais atletas treinaram no outro gramado. 

O que chamou a atenção durante a atividade, foi o fato do treinador orientar bastante o time reserva, principalmente a movimentação de Cleiton Xavier e Arouca. “Sempre trabalhei assim. A minha forma de trabalhar é assim, vibrante, participando dos treinos. No jogo, fico mais comedido, porque se ficar gritando não adianta nada, já que o jogador não ouve”, explicou. 

Embora Tobio e Zé Roberto não tenham treinado, os dois não foram descartados do jogo. “O Zé foi precaução. Sentiu o cansaço muscular. Já Tobio é uma recorrência. Aconteceu jogo passado. Ele foi tratado, fez exames e julgamos que ele poderia treinar hoje, mas voltou a sentir dores no joelho. Se ele não puder jogar, o Jackson joga”, antecipou Oswaldo.