Serena Williams derrota espanhola e conquista sexto título em Wimbledon

  • Por Agência EFE
  • 11/07/2015 11h47
EFE Serena Williams venceu Garbine Muguruza e chegou ao seu sexto título em Wimbledon

A tenista americana Serena Williams conquistou este sábado seu sexto título do torneio de Wimbledon ao derrotar na final a revelação espanhola Garbiñe Muguruza, que chegou à sua primeira final de Grand Slam, por duplo 6-4 em uma hora e 22 minutos de partida.

Com a vitória, a mais nova das irmãs Williams, que foi campeã neste ano do Aberto da Austrália e de Roland Garros, deu o penúltimo passo para levantar os troféus dos quatro Grand Slams em uma mesma temporada, feito que não é repetido no circuito individual feminino desde 1988, quando foi alcançado por Steffi Graf.

Para completar a missão, que entre as mulheres só foi conseguida outras duas vezes – com Margaret Court (1970) e Maureen Connolly (1953) -, Serena terá que faturar o título do US Open, que começa no dia 31 de agosto. A americana é a atual campeã do torneio.

“Foi uma grande partida diante de um público maravilhoso. Acho que joguei muito bem. Fazia tempo que não ganhava aqui (desde 2012), e foi ótimo conseguir. Senti um pouco de pressão perto do final do jogo, mas acho que fui bem”, afirmou Serena na cerimônia de entrega.

“Garbiñe não parava de lutar e de brigar, é uma grande jogadora”, acrescentou a americana em relação à jovem adversária, de 21 anos e número 20 do ranking mundial.

A tenista espanhola nascida na Venezuela, cujo melhor resultado até agora em um Grand Slam tinha sido as quartas de final em Roland Garros (2014 e 2015), deu um salto de qualidade na grama londrina, mas neste sábado teve pela frente aquela que domina o circuito feminino há duas décadas.

“Não tenho palavras para descrever o que sinto. O público foi espetacular. Gostei muito de jogar aqui, foram duas grandes semanas. Serena voltou a mostrar por que é a número um do mundo”, declarou Muguruza após a partida.

No início do duelo, parecia que os papéis de veterana e revelação tinham se invertido, com Garbiñe mostrando firmeza e Serena aparentando nervosismo – só no primeiro game, cometeu três duplas faltas, enquanto no torneio inteiro, até ali, só tinha cometido 13.

Os 15 mil espectadores presentes na quadra central do complexo All England Lawn Tennis and Croquet Club viram a espanhola abrir 3-1 no primeiro set, e Serena, que tentava conquistar o título pela sexta vez e 13 anos após a primeira, não encontrava uma forma de parar uma adversária que a encarava de igual para igual.

No entanto, a agora ganhadora de 21 troféus de Grand Slam calibrou sua direita (29 winners de direita na partida) e se reencontrou com seu melhor tênis. No oitavo game, Serena quebrou o serviço da espanhola e igualou o placar em 4-4.

Após 44 minutos, e com outra quebra no décimo game, a americana acabou fechando a primeira parcial por 6-4.

Muguruza pareceu desligada no início do segundo set, incapaz de conter os primeiros serviços de Serena, que chegaram a 180 km/h. Os problemas da espanhola aumentaram quando a americana fez 5-1 e teve o serviço para selar o triunfo com facilidade.

Foi então que a melhor versão da espanhola, a do começo da partida, voltou, e com o apoio da maioria da torcida, quebrou duas vezes o saque de Serena e foi para o serviço no décimo game podendo empatar a parcial em 5-5.

Mas a americana fez valer sua maior experiência para voltar a quebrar o saque de Muguruza – que não fez um ponto sequer – e manter vivo o sonho de conquistar os quatro Grand Slams no mesmo ano.