Shilton diz que Rooney deveria ter deixado a seleção inglesa após Eurocopa

  • Por EFE
  • 06/09/2016 12h00
Reprodução/Instagram Rooney

O ex-goleiro Peter Shilton, jogador com mais partidas disputadas pela seleção inglesa, garantiu nesta terça-feira que o atacante Wayne Rooney, que poderá igualar sua marca se atuar mais nove vezes, já deveria ter deixado de defender o “English Team”.

“Não acho que ele siga sendo atacante. Estamos tentando encontrar um lugar para ele, mas, para mim, também não é um meia. E nunca será”, avaliou o goleiro, em declarações concedidas à afiliada escocesa da emissora britânica “BBC”.

Shilton, de 66 anos, que defendeu a seleção inglesa entre 1970 e 1990, disse acreditar que o jogador do Manchester United deveria ter anunciado a aposentadoria da equipe nacional após a eliminação nas quartas de final da Eurocopa.

“Não digo porque pode quebrar meu recorde, pois isso não poderia estar perto da realidade. Se ele o fizer, jogando bem, seria lindo”, afirmou o ex-goleiro.

Shilton fez 125 jogos pela Inglaterra, e agora está apenas nove a frente de Rooney, que no domingo, durante a vitória sobre a Eslováquia por 1 a 0, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, ultrapassou o ex-meia David Beckham.

Na semana passada, o atleta do Manchester United garantiu que deixará de atuar pela seleção após a participação na Copa do Mundo de 2018, a quarta da carreira. Além disso, disputou três edições da Eurocopa.