Sorocaba consegue virada incrível sobre Orlândia e é campeão da Liga Futsal

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2014 22h00

Sorocaba conseguiu grande virada sobre o OrlândiaFutsal Brasil Kirin

O segundo jogo da grande decisão da Liga Futsal 2014 foi disputado nesta segunda-feira (8), no ginásio Sabiazinho, na cidade de Uberlândia (MG), e ADC Intelli/Orlândia e Futsal Brasil Kirin, de Sorocaba (SP), voltaram a se enfrentar. No jogo de ida, disputado em Paulínia (SP), o time sorocabano venceu por 4 a 2 e abriu vantagem, garantindo assim a oportunidade de jogar pelo empate no tempo normal. Nesta noite, a equipe de Falcão e companhia perdeu por 5 a 2 no tempo normal e, desta forma, a decisão foi para a prorrogação. Por ter melhor campanha nas fases anteriores, o Orlândia jogava pelo empate no tempo extra, chegou a abrir 3 a 1, mas o Sorocaba conseguiu uma reação extremamente improvável, virou para 4 a 3 e conquistou um título inédito.

O Orlândia, que havia ganhado os dois últimos títulos (2012 e 2013), ficou muito perto do tricampeonato, mas não contava com a virada sorocabana e perdeu a chance de conquistar mais uma liga nacional.

A partida começou bastante disputada desde os minutos iniciais e quem saiu na frente foi a equipe orlandina, que abriu o placar com Jackson, aos oito minutos de jogo.

Ainda no primeiro tempo, com 15 minutos de bola rolando, o goleiro Tiago avançou, bateu de bico e contou com um ‘frango’ do goleiro Guitta, do Orlândia, para deixar tudo igual. O arremate passou por debaixo das pernas do arqueiro.

Não deu muito tempo para o Sorocaba comemorar o empate e, menos de um minuto depois, após cobrança de escanteio, Dieguinho apareceu na primeira trave para bater para o gol e fazer 2 a 1 para o Orlândia.

No segundo tempo, Jackson cruzou a bola rasteiro para Cabreúva e o camisa 10 só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes para fazer 3 a 1 para a equipe mandante.

Já adotando a estratégia do goleiro-linha, o Futsal Brasil Kirin foi para o tudo ou nada nos minutos finais do segundo tempo, mas a situação da equipe sorocabana ficou mais complicada quando, aos 35 minutos, Fellipe Mello fez falta para ‘matar’ um contra-ataque do Orlândia, tomou o segundo amarelo e foi expulso.

O Sorocaba precisou ficar com um jogador a menos nos dois minutos seguintes e, pouco antes de 37 minutos de jogo, Vinicius apareceu para fazer o quarto gol orlandino e garantir a prorrogação.

O Orlândia cometeu a sexta falta nos dois minutos finais e, desta forma, o Sorocaba ficou com tiro livre a favor. Falcão fez a cobrança e diminuiu a desvantagem para 4 a 2.

No minuto final, Renan ampliou a folga para o Orlândia para 5 a 2 e selou o placar no tempo normal.

A prorrogação não começou nada boa para os sorocabanos. O fixo Rodrigo errou na quadra de defesa e Marinho abriu o placar logo aos 12 segundos de prorrogação.

Precisando buscar o resultado, o Sorocaba mandou Falcão de goleiro-linha e, pouco depois, o segundo gol do Orlândia saiu, quando Guitta acionou Caio e, com a meta livre, o camisa 8 chutou para fazer 2 a 0.

O primeiro tempo de prorrogação ainda reservou muitas emoções. Aos três minutos da etapa, Rodrigo se redimiu da falha no primeiro gol do tempo extra e, após cruzamento, diminuiu a desvantagem para 2 a 1. Mal deu tempo de os sorocabanos celebrarem e Marinho apareceu 30 segundos depois para fazer 3 a 1 para os orlandinos, que ficaram muito próximos do tricampeonato.

Ainda na etapa inicial da prorrogação, Falcão marcou, no minuto final, fez 3 a 2 e manteve as esperanças do Sorocaba.

No segundo tempo, o Futsal Brasil Kirin, ainda precisando de dois gols, foi para a pressão. Aos 14 segundos, Xuxa aproveitou o rebote de Guitta e mandou uma pancada para empatar a partida e deixar a equipe mandante ainda mais pressionada.

O Sorocaba manteve o ímpeto ofensivo e, pouco tempo depois do terceiro gol, Foglia marcou um gol de pura raça e colocou os sorocabanos em vantagem.

No restante do segundo tempo extra, o Sorocaba segurou o resultado, mesmo com toda a pressão do Orlândia, e confirmou a conquista do título nacional. Grande virada e troféu inédito!