STF autoriza e Andrés Sanchez será investigado na Operação Lava Jato

  • Por Jovem Pan com Agência Brasil
  • 10/11/2016 21h49
Andrés Sanchez negou que a Odebrecht tenha pago propina a dirigentes corintianos

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, autorizou na noite desta quinta-feira, o pedido de abertura de inquérito para investigar o deputado federal e ex-presidente do Corinthians Andres Sanchez (PT) pelo crime de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato. O ministro atendeu a pedido da Procuradoria-Geral da República. Como a investigação está em segredo de Justiça não é possível saber os detalhes do processo.

Segundo a força-tarefa de procuradores da Operação Lava Jato, há indícios de que as obras de construção da Arena Corinthians, o Itaquerão, em São Paulo, envolveram o pagamento de propinas por parte da empreiteira Odebrecht, responsável pela obra.

De acordo com a investigação, Antônio Roberto Gavioli, ex-diretor de contrato da Odebrecht Infraestrutura, figura em planilhas como responsável por solicitação de pagamentos em espécie de R$ 500 mil, em data não identificada, para pessoa identificada pelo codinome “Timão”.

O vice-presidente do Corinthians, André Luiz Oliveira, conhecido como André “Negão”, também foi citado nas investigações da 26ª fase da Lava Jato, denominada Operação Xepa, deflagrada em março. Na ocasião, ele foi conduzido coercitivamente à Polícia Federal para prestar depoimento.