STJD absolve Guerrero por “agressão” ao árbitro por unanimidade

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2014 07h29

Guerrero "atropelou" o árbitro no segundo tempo

Árbitro não relata empurrão de Guerrero em súmula da partida contra Bragantino

O atacante Paolo Guerrero pode respirar aliviado. Na noite da última segunda-feira (9), o peruano foi absolvido por unanimidade, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), da acusação de ter empurrado o árbitro Leandro Bizzo no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Bragantino.

Guerrero foi denunciado por agressão ao árbitro, enquadrado no artigo 254 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva). O fato não foi relatado na súmula pelo árbitro e o centroavante não recebeu nenhuma punição durante a partida.

A acusação é a mesmo utilizado pela promotoria no caso de Petros, que recebeu suspensão de 180 dias por causa de um encontrão no juiz Raphael Claus no clássico contra o Santos pelo Brasileiro. O meia, porém, pode atuar por conta de um recurso do Corinthians.

O peruano está com a sua seleção participando dos amistosos em data Fifa. Na última semana, ele foi julgado pelo STJD e absolvido por conta da expulsão diante o Grêmio.