STJD pune zagueiro do Avaí com multa e suspensão de cinco jogos por racismo

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2014 10h08
Antônio Carlos se defende no STJD

O Surpremo Tribunal de Justiça Desportiva [STJD] puniu, na noite desta terça-feira (14), o zagueiro Antônio Carlos, do Avaí, com cinco jogos de suspensão e 10 mil reais de multa por chamar o atacante Franci, do Boa Esporte, de “macaco” em partida entre as duas equipes, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A decisão cabe recurso.

Logo após o final da partida entre as equipes, Franci registrou o Boletim de Ocorrência em uma delegacia catarinense. Pela ofensa racista, Antônio Carlos foi denunciado pela Procuradoria por infração ao artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva [CBJD].

No tribunal, Antônio Carlos negou a ofensa de cunho racista e afirmou que teria dito o termo “malaco”, gíria que significa malandro. O denunciado disse ainda que nenhum momento pediu desculpas ao adversário.

Em depoimento ao tribunal, Franci contou sua versão do episódio. “Houve a jogada e a gente se chocou num lance normal. Acabei caindo e ele [Antônio Carlos] veio me xingar. Ele veio e me chamou de macaco do c*. O companheiro dele percebeu a ofensa e tentou me acalmar. Ele inclusive veio me pedir desculpas após tomar conhecimento da gravidade do que tinha falado”, disse.

Ainda neste ano, o Grêmio foi expulso da Copa do Brasil por ofensas racistas de seus torcedores ao goleiro santista Aranha, em partida válida pela ida das quartas de final do torneio.