STJD rejeita embargo e punição a Petros segue sendo de três jogos

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2014 23h06
durante o jogo entre Corinthians/SP x Atletico Mineiro/MG, realizado esta noite na Arena Corinthians, valido pela 20a. rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. Juiz: Dewson Fernando F. da Silva - Sao Paulo/Brasil - 11/09/2014. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansPetros celebra gol na Arena Corinthians

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva rejeitou, nesta quarta-feira (17), o embargo sugerido pela Procuradoria da punição de três jogos imposta ao meia Petros, do Corinthians, e a pena ao atleta do alvinegro de Parque São Jorge foi mantida.

O relator do voto vencedor do caso, Décio Neuhaus, afirmou que a decisão da pena de três jogos ao meio-campista teve fundamentos e, assim, essa punição deve ser mantida.

No primeiro julgamento por conta da trombada que deu no árbitro Raphael Claus, no clássico do Corinthians contra o Santos, Petros havia tomado uma suspensão pesada de 180 dias, já que o incidente foi tratado como agressão e, desta forma, foi encaixado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Posteriormente, entretanto, depois do pedido de recurso dos advogados do Corinthians, o jogador conseguiu atuar por conta do efeito suspensivo conseguido pelo departamento jurídico do clube e, no julgamento realizado no último dia 11, o Pleno do STJD, que desqualificou a acusação de agressão, diminuiu a punição para apenas três partidas.

Petros, agora, vai cumprir sua punição nas partidas contra a Chapecoense, que será disputada nesta quinta-feira (18), e nos jogos contra São Paulo (dia 21) e contra o Figueirense (dia 24).