Tabu e força! São Bento acredita que pode “calar” Vila e eliminar Santos

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2016 17h12

São Bento teve a melhor campanha do interior no Campeonato Paulista de 2016

São Bento teve a melhor campanha do interior no Campeonato Paulista de 2016

Se você, torcedor santista, já dá como certa a vitória sobre o São Bento e a consequente classificação às semifinais do Campeonato Paulista, não se iluda: ao que tudo indica, o confronto não será nada simples para a equipe da Baixada. Com uma campanha espetacular e um tabu enjoado diante do rival deste sábado, às 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, o time de Sorocaba não pensa pequeno e acredita: é possível, sim, surpreender o atual campeão estadual e eliminá-lo em plena Vila Belmiro. 

O sonho do São Bento não beira a loucura. Os números e o desempenho da equipe azul neste primeiro semestre alimentam a crença de que o Santos, semifinalista nos últimos sete Paulistões, pode, por que não, parar nas quartas de final em 2016. O time de Sorocaba, afinal, terminou a primeira fase do Estadual simplesmente com a terceira melhor campanha da competição, com sete vitórias e somente duas derrotas em 15 jogos. Apenas Corinthians e Santos foram melhores do que o Bentão no trecho inicial do Campeonato Paulista. 

Isto significa que o São Bento superou equipes gigantes, como Palmeiras e São Paulo, e todos os outros times do interior nas 15 primeiras rodadas do Estadual. Um feito e tanto. E que, acredite, não surpreende a comissão técnica do Azulão. Em entrevista exclusiva a Felipe Motta para o Plantão de Domingo, da Rádio Jovem Pan, o treinador do São Bento, Paulo Roberto Santos, revelou que a equipe de Sorocaba entrou no Campeonato Paulista pensando em escapar do rebaixamento, é verdade, mas que o objetivo principal do time era, na realidade, abocanhar uma vaga no mata-mata. 

Se eu falasse para vocês que, pelo aumento do número de times rebaixados, nós não tínhamos preocupação com o descenso, eu estaria mentindo. Eu tinha, sim, essa preocupação. Mas, sinceramente, a nossa prioridade era fazer uma campanha superior à do ano passado, que já foi considerada boa. Nós ficamos entre as nove melhores equipes do Paulistão de 2015. Ou seja: o nosso maior objetivo para 2016 era ficar entre os oito e, consequentemente, conseguir classificação às quartas de final“, afirmou.

O São Bento, porém, superou estas expectativas. Se Ferroviária, Audax e Ituano começaram o campeonato como sensações do interior, foi o Azulão quem conseguiu se manter no topo do início ao fim da competição. Sem muita invençãoo time de Sorocaba montou um sistema defensivo fortíssimo e esbanjou eficiência do outro lado do campo para bater os pequenos e surpreender os grandes do estado. Para se ter noção, os comandados por Paulo Roberto Santos venceram o São Paulo e saíram de campo reclamando com a arbitragem após os empates com Corinthians e Palmeiras. 

O dono da segunda defesa menos vazada do Estadual não enfrentou o Santos, por pertencer ao mesmo grupo do Peixe nesta temporada, mas também não teme enfrentá-lo agora, em jogo único e eliminatório valendo vaga às semifinais do Paulista. O São Bento, afinal, costuma ser uma pedra no sapato da equipe praiana. Embora leve desvantagem no histórico geral contra o rival deste sábado, o Azulão não perde para o Santos há mais de 30 anos. A última derrota aconteceu no dia 5 de março de 1986. Desde então, 11 partidas foram disputadas entre as duas equipes, com nove empates e duas vitórias dos interioranos. 

Na Vila, foram cinco jogos, com uma vitória do São Bento e quatro empates. O último deles, por sinal, aconteceu no ano passado, quando o time de Sorocaba ficou duas vezes à frente no placar e cedeu a igualdade, tendo de amargar o 2 a 2. Assim, nem mesmo a espetacular sequência de 24 partidas sem derrotas do Santos em seu estádio assusta o Bentão neste sábado. 

Vai ser uma partida muito difícil, mas, se nós tínhamos como objetivo a classificação ao mata-mata, somos obrigados a acreditar que é possível buscar um bom resultado“, afirmou Paulo Roberto Santos. “Vamos com força total. Sabemos que jogar na Vila é muito difícil. Eles são os favoritos, mas, com humildade e trabalho, a gente vai para buscar a vaga. São 11 contra 11 e, aqui no São Bento, há, também, muitos jogadores experientes. Se chegamos até onde chegamos, foi porque tivemos muito empenho. E não vai ser diferente”, decretou o experiente meia Edno. 

Alguém ousaria duvidar de uma classificação do São Bento de Sorocaba?