Técnico de Portugal sai em defesa de CR7 e critica Blatter e Platini

  • Por Agência EFE
  • 01/12/2014 19h13

Ex-técnico da Grécia chega a Portugal para dar um padrão ao time

Fernando Santos é apresentado como técnico da seleção portuguesa

O técnico de Portugal, Fernando Santos, criticou os presidentes da Fifa, Joseph Blatter, e da Uefa, Michel Platini, que segundo ele mostraram publicamente suas preferências em detrimento de Cristiano Ronaldo na disputa pelo prêmio Bola de Ouro.

“Não faz sentido que pessoas que ocupam esses cargos, como o de presidente da Fifa e da Uefa, tenham feito comentários desse tipo nos últimos anos”, disse Santos.

No ano passado, Blatter assumiu que gostava mais de Messi que Cristiano como jogador, enquanto Platini considerou que o melhor do mundo deste ano deveria ser um alemão pelo título na Copa do Mundo.

“Eles não podem influenciar nos seus discursos, e no caso (de Platini) nem foi dar uma opinião, mas dizer que tem de ganhar um alemão. Não fica bem qualificar essa questão”, acrescentou o treinador.

Santos não foi o único a atacar de “cabo eleitoral” de Cristiano. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, que não pensou duas vezes em apoiar a candidatura do compatriota. “Se há um ano em que Cristiano merece a Bola de Ouro, claramente é o de 2014”, enalteceu.