Técnico diz que médicos brasileiros apontam fratura em Aldo, americanos, não

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2015 13h32
Técnico de Aldo

A lesão sofrida por José Aldo na última terça-feira (23) que poderia afastá-lo do confronto com Conor McGregor no UFC 189, dia 11 de julho, continua rendendo. Em entrevista ao site americano, MMA Fighting, o técnico de José Aldo, André Pederneiras, destacou que, enquanto médicos americanos não constaram fratura na costela do campeão dos penas, especialistas brasileiros apontam a fratura.

“Não sou médico para dizer qual é o correto. O que sei é que uma lesão de costela é muito dolorosa. Ele está usando anti-inflamatório e vamos ver se melhora. A luta está em pé, e vamos checar novamente na próxima semana”, afirmou Pederneiras destacando as avaliações distintas.

“Só lá (em Las Vegas, local da luta) saberemos a resposta. Ele está em tratamento. Tomou injeções e está usando tratamento com plasma. Eles tiram seu sangue, usam só o bom plasma e injetam na lesão. A luta está a 15 dias de distância. Os médicos dizem que ele melhorará dia após dia. Mas ainda não podemos dizer como ele se sentirá lá”, completou.

Pederneiras destacou que Aldo já lutou contundido contra o coreano Chan Sung Jung e venceu na oportunidade, mas, mesmo assim, não enfrentará McGregor se não estiver em boas condições: “é difícil ele ficar 100%. Se ele puder levar um soco e não sentir o que sente agora, tudo bem. Ele quebrou o pé no primeiro round contra o Zumbi Coreano, então, está acostumado com dor. Mas só deixaremos que lute se estiver bem”, afirmou.

O confronto entre José Aldo e Conor McGregor tem sido tratado com grande atenção do UFC. A maior organização de MMA do planeta aposta alto no sucesso do evento por diferentes fatores. Ainda assim, André Pederneiras não acredita que o Ultimate esteja colocando pressão em Aldo para que a luta não seja cancelada.