Técnico do Comercial descarta greve e lamenta rumores: “atrapalha em campo”

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2014 14h10
Vagner Benazzi descarta greve no Comercial de Ribeirão Preto

O Comercial, adversário do Corinthians nesta quarta-feira (26), passa por um momento complicado. Horas antes da partida, um jogador que não quis se identificar deu declarações a um portal esportivo afirmando que o clube do interior paulista estava com salários atrasados e que havia chance de os jogadores se recusarem a enfrentar o Timão. O técnico Vágner Benazzi, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, confirmou que o time enfrentará a equipe da capital, afirmou que as pendências financeiras estão acertadas e lamentou a declaração anônima que conturbou o ambiente do clube de Ribeirão Preto.

► Confira a tabela do Campeonato Paulista

A Jovem Pan transmite todas as emoções de Corinthians x Comercial com narração de Nilson César, reportagens de Luis Carlos Quartarollo e Fábio Seródio e comentários de Flávio Prado e Felipe Motta. Intervalo e Fim de Jogo ficam por conta de Wanderley Nogueira. Vander Luiz comanda Plantão Esportivo. O Jovem Pan Online acompanha o jogo em transmissão minuto-a-minuto. Para seguir as emoções da partida, acesse a capa do site a partir das 22h.

Vágner Benazzi negou que a situação financeira esteja indefinida no clube e explicou a situação. “Em uma reunião proposta por mim, ficou acertado entre diretoria e jogadores que os salários seriam pagos dentro do mês e os atletas aceitaram. Assim, o elenco recebeu 20% de dinheiro no dia após a reunião, deu-se o cheque do ‘bicho’ da vitória sobre o Paulista para terça-feira (25) e o cheque para os outros 80% do salário será entregue apenas no dia 28”, revelou.

Sobre as declarações anônimas, o treinador lamentou que esse tipo de ação esteja presente no elenco. “Alguém que não está satisfeito com o clube desde o começou pode ter acabado falando alguma coisa, porque não é possível. O presidente só será réu se ele não pagar o restante no dia 28, como prometeu”. Com apenas oito pontos em dez jogos, o time de Ribeirão Preto ocupa a quarta colocação do grupo A, ameaçado de rebaixamento no torneio.

O treinador admitiu que ainda não se sabe quem foi o autor das declarações e que nenhum jogador se manifestou durante sua preleção. Contudo, os rumores dão conta que quem vazou o conflito foi sim um atleta do elenco. “Falaram que foi um jogador e a diretoria está atrás para descobrir quem é porque isso atrapalha muito dentro de campo também”, lamentou.

Nelson Lacerda, presidente da equipe, parece ter a confiança do treinador, que assumiu o clube há cinco rodadas no estadual. “O presidente esteve conosco ontem à noite, estava tranquilo e disse que ia cumprir o acordado. Pelo o que ele me mostrou do histórico do clube, acho que tudo será solucionado”, finalizou.