Técnico do San Lorenzo afirma: “Real Madrid vai continuar batendo recordes”

  • Por Agencia EFE
  • 20/12/2014 21h46

Marrakech (Marrocos), 20 dez (EFE).- Edgardo Bauza, técnico do San Lorenzo, admitiu como justa a derrota de sua equipe na final do Mundial de Clubes contra o Real Madrid, um time que assegurou “vai continuar batendo recordes”.

“Com seus números estão no caminho dos grandes. Eu disse a Ancelotti que ele conseguiu um equilíbrio que não é fácil, porque há um desequilíbrio individual como poucas equipes no mundo e ele conseguiu que todos defendam. É um mérito dele e a transforma em uma equipe muito perigosa que vai continuar batendo recordes, não tenho nenhuma dúvida”, assegurou em sua entrevista coletiva.

Bauza fez uma análise da final sentindo a dor da derrota, mas satisfeito com o esforço de seus jogadores. “Para nós é uma dor ter perdido, tínhamos a esperança de poder ganhar”.

“A partida foi tão difícil como supúnhamos, estávamos prontos para fechar o caminho para o Real Madrid. Estávamos conseguindo, mas o gol de bola parada complicou as coisas. No primeiro tempo foi muito difícil para nós ficar com a bola e melhoramos isso no segundo tempo”, afirmou o técnico.

“Ganhou o Real Madrid e para nós foi uma honra terminar o ano jogando a final do Mundial. Sentimo-nos orgulhosos, além da tristeza de ter perdido. Disse aos jogadores que estou orgulhoso de tê-los treinado este ano”, disse Bauza.

O técnico de San Lorenzo descartou que a arbitragem tenha influenciado no desenvolvimento da final. “Não acho que tenha influenciado, acho que foi muito severo para que não perdesse o controle da partida, mas foi uma final disputada sem jogadas fortes. Só choques normais de um jogo de futebol. As equipes se dedicaram a jogar e o árbitro não teve influência”.

Em seu balanço de 2014 assegurou que foi “um ano maravilhoso para o San Lorenzo” por “ter ganhado a Taça Libertadores, sido campeão de um torneio anterior e podido ir à final do Mundial”. EFE