Terry se oferece para pagar despesas de funeral de jovem torcedor do Chelsea

  • Por Agência EFE
  • 11/04/2016 15h27
Tommi Miller era torcedor do Chelsea e morreu por conta de leucemia

O zagueiro inglês John Terry, capitão do Chelsea, se ofereceu para pagar as despesas do funeral de um jovem torcedor do clube, que morreu recentemente vítima de uma leucemia.

O jogador, de 35 anos, doou 1.600 libras (cerca de R$ 8.000) à família de Tommi Miller, de oito anos, a quem conheceu no ano passado, para cobrir os custos do serviço funerário.

“Tive a sorte de conhecer Tommi em junho de 2015, após uma partida do Chelsea. Estou triste de saber que ele faleceu. Estou convencido de que sua família e amigos despedirão dele da forma como ele merece”, disse Terry ao jornal britânico “Cambridge News”.

O funeral do jovem será realizado na próxima quinta-feira. A família disse para que parentes e amigos de Tommi usem camisas do Chelsea e do Cambridge United, as duas equipes preferidas de Tommi, durante o enterro.

“John Terry era um dos jogadores favoritos de Tommi, um de seus ídolos. Não queremos um funeral tradicional. É uma criança, portanto queremos que tudo seja o mais colorido e brilhante possível, como ele gostaria”, explicou Ruth, a mãe do jovem torcedor.

Uma amiga da família Miller foi quem entrou em contato com Terry através da rede social Instagram para pedir a ajuda do jogador para quitar as despesas do funeral.

O zagueiro respondeu imediatamente e afirmou que ficaria “encantado de ajudar”, ficando responsável pelas despesas. “Falei com o diretor da funerária e amanhã acertaremos o pagamento do sepultamento, dos carros e das flores. É uma história muito triste. Se falar com a família, diga-os, por favor, que eu sinto muito”, escreveu Terry em resposta à amiga da família Miller.

Tommi, que foi diagnosticado com leucemia quando tinha três anos, e morreu no dia 31 de março após um transplante de medula óssea que não deu certo.